A Universidade Paranaense – Unipar promoveu a 2ª Aula Magna Integrada dos cursos de Psicologia das Unidades de Cascavel, Francisco Beltrão e Umuarama. O tema central foi “Mídias sociais e a Psicologia: o que é importante saber?”. O diálogo foi conduzido pelos psicólogos Aramis Welliton de Freitas e Pedro Braga Carneiro.

O evento foi transmitido pelo canal da Unipar no YouTube [disponível] e contou com o prestígio de docentes, acadêmicos e egressos. Freitas iniciou as falas destacando sobre atendimento on-line, comunicação síncrona e assíncrona, recrutamento e seleção, aplicação de testes regulamentados e o que é vedado ao psicólogo, segundo o Código de Ética.

O profissional também explanou sobre as diretrizes e nota técnica que norteiam a respeito da publicidade na área da Psicologia, resoluções que fundamentam o trabalho, questões relacionadas ao sigilo profissional, e o que não é recomendado, mesmo que se tenha autorização do paciente – como o uso de depoimentos.

“Em caso de o profissional ser convidado para ministrar palestras ou dar entrevistas, deve garantir a preservação da identidade da pessoa e do que está no setting terapêutico, que é um lugar de intimidade, vínculo e sigilo”, orientou.

Quanto ao perfil profissional em redes sociais, argumentou a importância de se fazer uma análise crítica do conteúdo divulgado, para não responder eticamente, sempre avaliando qual a finalidade da informação que se quer passar. Alertou para que só sejam veiculados métodos e técnicas regulamentados, embasados cientificamente.

Com a mesma temática, Carneiro deu sequência à palestra. Sua proposta foi refletir sobre o sentido das mídias sócias e a importância delas na vida das pessoas. Segundo observou, uma das características da contemporaneidade é a disponibilidade de informações a todo tempo.

“Vamos construindo subjetividade neste arcabouço das relações virtuais. Vamos construindo nosso jeito de ser no mundo a partir das percepções dos estímulos do que a gente consome”, pontuou.

O profissional sinalizou também para o cuidado com a mercantilização das relações: “Parece que as coisas são automáticas, eu clico num botão e tudo se materializa, mas não são, as coisas levam tempo, é um processo. Entra numa lógica de que tudo é rápido, e, se não funcionar em um clique, eu não quero mais”.

Outro fato apontado foi o de que as redes são espaços construídos por alguém, com alguma finalidade. “Devemos ter ciência de que não há receitas para o sofrimento psíquico, por isso não se pode sair ensinando técnicas. Não podemos esquecer que tem vidas fora da rede”, lembrou.


Você pronto para as oportunidades que virão

Para quem deseja se especializar, a Universidade Paranaense é o lugar. Para 2021, estão abertas as inscrições para as turmas de pós-graduação lato sensu.

Em Cascavel, são disponibilizadas mais de 10 opções de cursos que contemplam todas as áreas do conhecimento. O corpo docente é formado por especialistas, mestres, doutores e pós-doutores.

 

Confira as opções disponíveis:

Criminologia, Direito Penal e Processual Penal

Direito e Processo Tributário

Estética Invasiva: Procedimentos não Cirúrgicos

Estruturas de Concreto e Fundações

Endodontia

Enfermagem nas Urgências e Emergências

MBA em Gestão de Cooperativas de Crédito

MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Obras de Pavimentação em Rodovia

Práticas Integrativas e Complementares

Psicanálise Clínica (Freud e Lacan)

Psicologia Histórico Cultural

Terapias Comportamentais Contextuais de 3ª Geração

 

No site (pos.unipar.br) você realiza a sua inscrição e pode conferir mais informações sobre os cursos – descontos, corpo docente, matriz curricular e mais.