Cascavel – A 21ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios ocorre de 21 a 24 de maio, no CICB (Centro Internacional de Convenções do Brasil). Os prefeitos congregados na Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) discutem algumas das pautas que devem apresentar no evento que neste ano contará com a presença de alguns pré-candidatos à Presidência da República. Os gestores querem discutir a modernização das leis, mas devem apresentar algumas pautas pontuais das cidades.

Para a construção da pauta específica, o presidente da Amop (Associação dos Municípios do Oeste), Anderson Bento Maria, prefeito de Maripá, enviou mensagem para todos os prefeitos para que os assuntos pontuais sejam apontados e que auxiliem na construção de reivindicações voltadas ao desenvolvimento regional. “Temos a preocupação de ouvir todos os prefeitos e saber quais são as necessidades de cada um dos municípios, pois muita coisa pode ser feita em conjunto, mas partes desses pedidos está ligada à realidade individual e isso precisa ser considerado”, afirma o presidente.

Anderson Bento assumiu a entidade municipalista no último mês e desde então tem conversado com os prefeitos para a construção de uma pauta coletiva e regional. “Nessa perspectiva vamos buscar uma modernização nas leis e em especial ao que diz a respeito do Tribunal de Contas e a polêmica situação do limite prudencial. Outra situação que preocupa e não é novidade é o repasse cada vez mais escasso de recursos e o aumento das atribuições dos municípios”, conta.

Segurança

O presidente da Amop lembra ainda que a segurança pública será abordada com muita ênfase pelos prefeitos. “Mais do que nunca precisamos lembrar que estamos em uma região de fronteira e que muitas cidades enfrentam o crime organizado e com alto poder econômico”, lembra.

Nem todos os prefeitos confirmaram presença no evento nacional. No entanto, uma comitiva do oeste deve comparecer ao tradicional evento que vai reunir gestores de todo o País.