Informe da redação: Reinhold Stephanes na Agepar, corrupção durante a pandemia e o título anulado

Reinhold Stephanes na Agepar

brde1

O governador Ratinho Junior indicou o ex-ministro Reinhold Stephanes como diretor-presidente da Agepar (Agência Reguladora do Paraná). Ele será sabatinado pela Assembleia Legislativa às 14h da próxima quarta (21). O ex-ministro era titular da Secretaria Estadual de Administração, cargo ocupado hoje pelo deputado Marcel Micheletto. Stephanes só não assumiu antes a presidência da Agepar porque o cargo é por mandato, mesmo assim, já indicou os novos diretores que foram empossados após aprovação na Alep.

 

Demora

Quem sabe agora a Agepar libera os dados que a reportagem do Jornal O Paraná solicitou ainda em julho a respeito do cálculo das tarifas de pedágio do Anel de Integração.

 

Corrupção

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) postou ontem que o prejuízo com corrupção durante a pandemia chegou a R$ 1,48 bilhão no País, referente aos contratos emergenciais que a Polícia Federal e o Ministério Público estão investigando.

 

Alerta

Em outra postagem, Alvaro alerta que a fundamentação baseada em artigo do pacote anticrime usada pelo ministro Marco Aurélio Mello (STF) para determinar a soltura do criminoso André do Rap, do PCC, pode beneficiar cerca de 770 mil presos que estão sob o mesmo regime de obrigatoriedade da avaliação da prisão em 90 dias. Esse dado é do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

 

Título anulado

O título de doutor honoris causa concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela Uneal (Universidade Estadual de Alagoas) foi anulado pelo TJ-AL (Tribunal de Justiça de Alagoas). O título, aprovado em 2012, teve o ato administrativo publicado em 2017. Lula foi preso em abril de 2018 no caso do tríplex no Guarujá (SP). Na decisão, o magistrado diz que “não é razoável nem atende à moralidade administrativa conceder honraria a alguém condenado judicialmente e que ainda responde a outras ações penais”.

 

Impugnada

O clima eleitoral anda quente em Lindoeste. Ontem, a Justiça impugnou mais uma pesquisa.

 

Lacração

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) realiza nesta sexta (16), às 18h, a Cerimônia de Assinatura Digital e Lacração dos Sistemas Eleitorais (urnas). Essa é mais uma etapa do ciclo de preparação para a votação de 15 e 29 de novembro.

 

Analfabetos

As eleições deste ano registraram um número maior de candidatos que se declararam analfabetos, revela levantamento feito pelo portal Brasil61.com. Para estas eleições, foram registradas 20 candidaturas para o cargo de vereador com pessoas declaradas como analfabetas, enquanto em 2016 esse número era de apenas seis candidatos. Conforme a Constituição Federal, esses aspirantes a um cargo público são inelegíveis.

 

Disputa acirrada

Quatro desembargadores disputam a presidência do Tribunal de Justiça do Paraná. A vaga será para suceder Adalberto Jorge Xisto Pereira no cargo máximo do Judiciário do Estado. José Augusto Gomes Aniceto, Lídia Maejima, José Laurindo de Souza Netto e Wellington Emanuel Coimbra de Moura, são os postulantes a disputa pela cadeira.

 

TJ Paraná

A eleição de escolha da nova cúpula diretiva do Poder Judiciário do Paraná será dia 9 de novembro e definirá o próximo presidente do órgão, cargo máximo do Judiciário paranaense, além dos ocupantes dos cargos de 1º e 2º vice-presidente, corregedor e corregedor-geral, ouvidor e ouvidor-geral e do Conselho da Magistratura.

 

brde1

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação