Cascavelenses vibraram com a notícia da possível ida do presidente Jair Bolsonaro ao Patriota. A filiação ganhou força após um dos seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro, assinar na legenda, na última segunda-feira (31). E ele mesmo avisou que o pai deverá seguir seus passos e se filiar ao Patriota nos próximos dias.

O presidente da executiva estadual, o deputado federal Evandro Rogério Roman, que é de Cascavel e que foi um dos delegados que aprovaram a filiação de Jair e de Flávio, disse que, apesar de ter sido uma convenção conturbada, a filiação de Bolsonaro foi aprovada. Ele aposta: em no máximo três semanas o presidente deverá confirmar a filiação. “Foi uma convenção um pouco conturbada, mas a decisão foi para o voto e venceu tanto a vinda do presidente Bolsonaro quanto a filiação de Flávio. Nos próximos dias, o presidente vem ao Patriota. É um desejo do presidente e nosso”.

Cascavel é reduto bolsonarista. Nas eleições de 2018, Bolsonaro recebeu 102.016 votos (59,59%) no primeiro turno e 119.866 (69.56%) no segundo.

 

Projeção local

O presidente da executiva municipal, Bruno Domingues, acredita que a chegada de Jair Bolsonaro dará mais projeção ao partido. Hoje, em Cascavel, o Patriota possui aproximadamente 60 filiados e a projeção é de que, no decorrer dos próximos dias, esse número aumente. “As filiações [Flávio e Jair Bolsonaro] deixam o partido com mais envergadura. A chegada dele deve alavancar novas filiações”.

De acordo com Domingues, em Cascavel já se iniciaram as discussões para costurar alianças políticas para o pleito de 2022. “O partido vem crescendo. Serão discutidos na convenção estadual nomes de pré-candidatos a deputados estaduais, federais e até mesmo a governador ou alguma aliança com outros partidos que o Patriota possui alinhamento”, adianta.

 

Projeção nacional

Com a chegada de Bolsonaro, Roman aguarda uma filiação em massa de deputados estaduais e federais. “Tenho certeza de que iremos transformar o Patriota no maior partido do Brasil. Até porque muitos deputados que já têm mandato virão. Em 2022, o Patriota será o maior partido político do Brasil em número de senadores e deputados”.

O deputado federal se mostra satisfeito com a possibilidade de Jair Bolsonaro no Patriota. “Isso nos deixa muito satisfeitos, pois a identidade comigo, a identidade do meu eleitor, do oeste do Paraná, do Estado do Paraná e todo o Sul do Brasil se alinha ao que o presidente tem defendido e tem trabalhado.”

Roman afirma que Bolsonaro deverá concorrer à reeleição: “Bolsonaro é candidato a presidente da República pelo Patriota em 2022”.