Arquivada

A Mesa Diretora da Câmara de Cascavel arquivou a representação protocolada pelo vereador Romulo Quintino (PSC), contra o Líder do Governo Paranhos, Pedro Sampaio (PSC), na Comissão de Ética e Decoro na Casa Legislativa. De acordo com o próprio Romulo, o presidente da Câmara, Alécio Espínola (PSC) teria chamado os envolvidos e em mútuo acordo todos teriam chegado ao “entendimento de arquivar a representação e reestabelecer o respeito em plenário.”

 

A Representação

O arquivamento foi publicado no Diário Oficial ainda no sábado (9). O motivo da representação teria sido um desentendimento entre Romulo e Pedro Sampaio, durante uma sessão ordinária que se estendeu ao plenarinho da Câmara e quase levou os parlamentares para vias de fatos, de acordo com informações apuradas pelo jornal Hoje News. Inclusive, o vereador Pedro Sampaio é o presidente da Comissão de Ética.

 

Licença Médica

Quem irá ficar de fora das confusões que acontecem na Câmara de Cascavel por trinta dias é o vereador Edson de Souza (MDB), que irá se licenciar temporariamente da função para realizar um tratamento médico. O afastamento será inicialmente de 30 dias, mas poderá ser prorrogado por um período maior.

 

Suplente Assume

Quem assume a função de vereador no período de licença de Edson é o suplente do MDB, Jocinei Bezerra, o Joceh da Autoescola. Joceh já foi suplente duas vezes, em 2015 e em 2020. Na eleições de 2020, Joceh fez 838 votos, ficando como terceiro suplente. A assinatura do termo de posse acontece no gabinete do presidente do Legislativo, Alécio Espínola, na manhã de hoje (14).

 

Desconto

O vereador Alécio Espínola disse durante a sessão ordinária de ontem (13), que os servidores da Câmara que foram assistir a final do paranaense ontem, entre o FC Cascavel e Londrina, deveriam notificar o RG da Casa Legislativa e teriam o salário descontado.

 

Sessão Ordinária

As sessões ordinárias da Câmara de Cascavel foram transferidas para ontem (13) e hoje (14), por conta do feriado de Nossa Senhora Aparecida. Na sessão de ontem, os parlamentares votaram sete projetos de lei, sendo quatro de autoria do Poder Executivo.

 

Vistas

Em um dos projetos do Poder Executivo, o Projeto de Lei n° 38/21, que autoriza o Poder Público a desafetar imóveis públicos e realizar dação em pagamento como forma de indenizar área particular, teve um pedido de vistas do vereador Sidnei Mazutti (PSC). De acordo com o parlamentar, foi solicitado vistas para que os vereadores pudessem avaliar os valores dos imóveis que serão doados.

 

Vendido?

O vereador Policial Madril (PSC), ainda levantou outra questão, segundo ele, os imóveis que seriam pagos com essa dação, teriam sido vendidos em 2007, assim, a prefeitura precisaria encontrar os verdadeiros proprietário para indenizar.