Em meio à discussão da nova concessão do Parque Nacional do Iguaçu, o Senado Federal discute um Projeto de Lei que recria a antiga Estrada do Colono, uma estrada de terra de 18 quilômetros de extensão que cortava o Parque Nacional do Iguaçu, entre Capanema e Serranópolis do Iguaçu. Para ambientalistas, a proposta coloca em risco todas as unidades de preservação ambiental do país.

Atualmente o Projeto de Lei está sendo discutido na Comissão do Meio Ambiente do Senado. Em visita a Cascavel na última semana, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, comentou o apoio à reabertura da Estrada. “De fato, essa questão da Estrada do Colono no Parque do Iguaçu são 17 quilômetros que já existiam por ocasião da efetivação do Parque, então há uma reivindicação das cidades do entorno em relação a esse tema. Um projeto que já foi aprovado na Câmara dos Deputados, veio para o Senado, está na Comissão de Meio Ambiente.”

O caminho foi fechado em 2001. O senador informou que será dado atenção ao pedido da comunidade. “A partir dessa minha visita a Cascavel, daremos atenção para esse tema para resolvê-lo. Evidentemente que nós temos que preservar sempre o Meio Ambiente, é um valor fundamental que nós temos hoje e uma preocupação grande que nós temos de valorização desse tema da preservação ambiental, mas esse direito de acessibilidade, normalmente quando ele já existia por ocasião do Parque talvez seja um direito subjetivo das pessoas que aqui vivem de ter o restabelecimento dessa estrada.”