EAD democratiza o acesso ao ensino superior

A maior Universidade de Ensino a Distância já formou mais de 360 mil alunos em todo o País

De acordo com o Censo de Ensino Superior 2017, divulgado no fim do ano passado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o número de estudantes brasileiros matriculados no ensino superior na modalidade EAD (Educação a Distância) cresceu 17,6% e já atinge 1,8 milhão de pessoas, o maior salto desde 2008.

Considerado um grande aliado para promover a democratização do ensino, o EAD possibilita que alunos que não contam com uma instituição de ensino superior em cidades pequenas tenham acesso a uma formação de qualidade. A modalidade ainda atende quem precisa conciliar a rotina de trabalho com os estudos, deseja otimizar tempo com deslocamentos ou busca maior comodidade. Tudo isso, sem abrir mão de uma formação de qualidade.

Considerada a maior Universidade de Ensino a Distância (EAD) do País, com mais de quatro décadas de tradição em educação de qualidade, a Unopar já formou mais de 360 mil alunos em todo o País. Com estruturas completas na região do Paraná e 100% dos professores mestres e doutores, a Unopar conta com um parque tecnológico que possibilita levar educação para todo o País com a mesma qualidade do presencial.

De acordo com a instituição, hoje são oferecidos mais de 70 cursos de graduação, pós-graduação e cursos livres em todas as áreas do conhecimento.

Semipresencial

Além do ensino EAD 100% online, com todas as atividades pedagógicas realizadas remotamente, a Unopar oferece o formato semipresencial, que prioriza aulas online, mas exige a presença do aluno no polo até três vezes por semana para a transmissão de aulas ao vivo. A modalidade reúne um time de tutores para tirar dúvidas dos estudantes num curto intervalo de tempo.

De acordo com Jeferson Ortiz, diretor sênior de Operações de Unidades Parceiras da Kroton, dona da marca Unopar, o EAD é uma tendência irreversível: “Nossa história em ensino a distância começou em 2003 e hoje é uma tendência reforçada pelo processo de digitalização mundial, que reúne jovens conectados, ávidos por conteúdos digitais e que têm toda familiaridade com o processo”, comenta o executivo.

Segundo o executivo, 69% dos alunos EAD de todas as instituições de ensino da companhia têm mais de 24 anos e 81% deles trabalham. Os dados revelam ainda que 69% deles são mulheres e que 92% vem do ensino básico público.

 



Fale com a Redação

1 + doze =