ESPORTES

Deko, Dieguinho e Selbach. Saiba como está a recuperação dos jogadores do Cascavel Futsal

20 de maio de 2022 às 09:18
Publicidade

 

O torcedor tem sentido a falta deles em quadra. Mesmo com o ótimo momento vivido pelo time, a ausência do goleiro André Deko e dos alas Dieguinho e Lucas Selbach despertou a curiosidade de quem acompanha o Cascavel Futsal no ginásio para saber qual é a previsão de retorno dos jogadores.

Segundo o fisioterapeuta da equipe, João Pedro Martin, os três atletas já estão em fase final de tratamento e em breve deverão voltar a treinar com o elenco e retornar para os jogos.

Confira abaixo qual é a situação de cada um:

André Deko- Teve uma lesão no joelho. Desde a final da Liga Nacional de Futsal, no ano passado, o jogador vinha tratando uma tendinose. Neste ano no jogo contra o Chopinzinho, o goleiro sentiu novamente dores no local e foi constatada a ruptura do tendão do quadríceps. Os médicos e o fisioterapeuta da equipe decidiram fazer um tratamento conservador, afastando-o das quadras para recuperar o jogador e evitar uma cirurgia futura.
Deko tem previsão de retorno em 30 dias.

Dieguinho- O ala quebrou três metatarsos do pé em uma partida no começo desta temporada. Precisou ficar com o pé imobilizado, usando muletas, até a cicatrização da lesão nos dedos.
Iniciou nesta semana a transição física e os treinamentos junto com o grupo. Na semana que vem deve retornar aos treinos técnicos e tem previsão de volta aos jogos em 7 dias.

Lucas Selbach- Após um lance no jogo contra o Pato, pela LNF, o jogador sofreu uma pancada no joelho e teve um trauma no ligamento colateral medial. Está na parte final de recuperação e tem previsão de retorno em até 10 dias.

Com um departamento de fisioterapia moderno, com profissionais capacitados e o acompanhamento com médicos especialistas, a Serpente Tricolor trabalha para que os jogadores tenham todas as condições e estrutura de fazerem um tratamento rápido e eficiente.

“Agora é a parte mais difícil. Depois desse tempo todo parado, voltar a treinar com o grupo é mais complicado. Nunca tive uma lesão tão séria na minha carreira. É ter força para aguentar bem esse retorno. Estou ansioso para retornar, mas feliz e motivado para voltar às quadras”, disse Dieguinho.

Para Deko, em casos de lesões graves, não ter pressa é o principal remédio.

“Claro que eu gostaria de voltar o quanto antes, mas é preciso cuidado porque se o tendão do meu joelho romper são mais 6 meses parado. Então, é ter paciência, me dedicar na fisioterapia, no tratamento, para voltar bem no tempo certo”, afirmou o camisa 2.

Assessoria

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE