Cascavel volta a ser destaque no cenário nacional em atividades econômicas ao aparecer na 17ª posição entre as 5.570 cidades brasileiras e a quarta no Paraná no Ranking Nacional de Dispensa de Alvarás e Licenças. Os números são da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, vinculada ao Ministério da Economia.

O ranking de dispensa de alvarás e licenças fornece indicadores relativos ao quantitativo de atividades econômicas dispensadas de alvarás e licenças nas unidades da federação e municípios, nos termos da Lei da Liberdade Econômica.

A lista do Ministério da Economia leva em consideração os municípios que possuem regulamentação própria para a Lei de Liberdade Econômica. Cascavel está entre as cidades que dispensam mais atividades econômicas que a classificação nacional de baixo risco, proporcionando um ambiente de negócios mais livre e favorável à abertura de empresas aos empreendedores locais.

O prefeito Leonaldo Paranhos destaca que Cascavel tem sido protagonista nacional em vários aspectos, mas tem se destacado na questão econômica. A posição de êxito no ranking nacional é resultado de uma série de ações tomadas pelo Município para fortalecer a economia local.

“Isso reflete o DNA empreendedor da nossa cidade. O poder público precisa apresentar ferramentas de desburocratização. Graças ao sistema que adotamos de liberação de alvarás, de agilidade nos processos, facilitando a vida dos empresários, Cascavel se tornou a sétima cidade mais rápida do Brasil para viabilizar uma empresa”, afirma o prefeito.

Os números refletem, entre outras, as ações desenvolvidas pelo Município de Cascavel, como o Alvará Online, que ajudará a consolidar a RedeSim, o que permite a abertura de uma empresa praticamente de forma imediata e 100% online.

Em março deste ano, o prefeito Paranhos assinou o decreto que regulamento a Lei de Liberdade Econômica, que tem como principal proposta remover obstáculos burocráticos para as empresas, respeitar direitos de propriedade e restringir a influência governamental na economia.