Toledo – A Câmara de Vereadores de Toledo aderiu ao PNPC (Programa Nacional de Prevenção à Corrupção), que visa levar conhecimento aos gestores e orientá-los na promoção de uma administração pública com elevados padrões de integridade.

De acordo com o presidente da Câmara, Leoclides Bisognin, o Poder Legislativo precisa dar exemplo, pois é órgão fiscalizador, mas precisa demonstrar transparência e competência.

O PNPC é uma proposta adotada pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), com coordenação e execução das Redes de Controle nos Estados, patrocinada pelo TCU (Tribunal de Contas da União) e pela CGU (Controladoria-Geral da União).

O programa é voltado a todos os gestores das organizações públicas das três esferas de governo e dos três poderes em todos os estados da Federação e tem o objetivo de reduzir os níveis de fraude e corrupção no Brasil a patamares similares aos de países desenvolvidos.

Por meio de uma plataforma on-line, o gestor pode avaliar sua instituição, descobrindo previamente os pontos mais vulneráveis e suscetíveis a falhas. A partir desse diagnóstico, ele terá acesso a um plano de ação específico que apresentará sugestões e propostas adequadas às necessidades da sua organização.