POLÍTICA

Bolsonaro e Benítez vistoriam obras da Ponte da Integração

03 de junho de 2022 às 07:57
Os presidentes do Paraguai, Mario Abdo Benítez e da República do Brasil, Jair Bolsonaro, durante entrevista à imprensa no Palácio do Planalto
Publicidade

 

Foz do Iguaçu – Os presidentes do Brasil e Paraguai, Jair Bolsonaro (PL) e Mario Abdo Benítez se reunião hoje (3), em Foz do Iguaçu para realizar uma visita de verificação às obras de construção da Ponte da Integração, que está sendo construída entre Foz do Iguaçu e a cidade paraguaia de Presidente Franco. Bolsonaro e Benítez também deverão se reunir para deliberar sobre a próxima Cúpula do Mercosul.

Essa é a sexta visita do presidente Jair Bolsonaro em Foz do Iguaçu desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2019, e também a terceira visita dele no Paraná em menos de dois meses. No dia 11 de maio passado, o presidente esteve em Maringá, onde visitou a Expoingá, e no dia 21 de maio esteve em Curitiba, onde participou da Marcha para Jesus e de uma reunião com líderes políticos realizada no Teatro Guaíra.

Segundo o líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP), antes do compromisso em Foz, o presidente visitará pela manhã as obras da Estrada Boiadeira, em Umuarama. O governador Ratinho Júnior também deverá acompanhar a comitiva de Bolsonaro no Estado.

Os correligionários do presidente chegaram a confirmar uma motociata em Foz do Iguaçu, contudo, o Governo Federal não confirmou.

 

Ponte Brasil-Paraguai

De acordo com a Itaipu Binacional, responsável pelo financiamento da obra, a ponte já está com 84% de execução e, faltam apenas 100 metros para a ponte da Integração conectar as duas margens. Essa é a segunda estrutura que liga Foz do Iguaçu ao país vizinho. O projeto é fruto de uma parceria entre o governo do Paraná, o governo federal e a Itaipu Binacional e é executado pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR).

A ponte terá 760 metros de comprimento e um vão-livre de 470 metros – o maior da América Latina. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de três metros e calçada de 1,7 metro nas laterais.

Além da nova ponte, também está sendo construída uma via perimetral no lado brasileiro. A obra inclui uma ligação entre a Rodovia das Cataratas e a BR-277 pela Perimetral Leste, por onde trafegarão os veículos pesados que circulam entre Brasil e Argentina. O investimento no complexo é de R$ 323 milhões, com recursos da Itaipu. Até a etapa atual, foram destinados R$ 200 milhões à obra.

Com a obra concluída, todo o transporte de cargas entre os dois países será feito pela nova passagem, tirando o trânsito pesado da Ponte da Amizade e liberando o local para atender somente turistas e passageiros. De acordo com a Itaipu, as obras que devem resolver diversos gargalos para o desenvolvimento regional.

Sob responsabilidade do governo paraguaio, uma terceira ponte entre os dois países será construída sobre o Rio Paraguai, ligando a cidade de Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, a Carmelo Peralta, no Paraguai. Ela será custeada pela margem paraguaia de Itaipu e deverá facilitar o acesso do Brasil ao Oceano Pacífico e abrir mercados para as produções de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

 

Ponte Jaime Lerner

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem (2) o Projeto de Lei 1984/21, que dá o nome de Jaime Lerner à ponte de integração Brasil e Paraguai. O projeto segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O texto foi aprovado com emenda do Senado que dá o nome de Jaime Lerner apenas ao trecho localizado no território nacional. O lado paraguaio da ponte será denominado Presidente Franco.

 

Foto: Agência Brasil

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE