Cascavel – A Agência do Trabalhador de Cascavel firmou uma parceria com o Instituto de Identificação da Polícia Civil do Paraná e iniciou na tarde de ontem (13) o atendimento com posto para emissão de carteiras de identidade, o RG, dentro da agência, para pessoas que tenham Cadastro Único e que sejam encaminhadas pelos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) ou pelo Conselho Tutelar.

De acordo com a chefe da Agência do Trabalhador de Cascavel, Marlene Crivelari, este é um projeto que começou a ser planejado em março de 2020 e ainda não tinha entrado em funcionamento antes devido a pandemia. No ano passado a sala foi toda equipada e os funcionários treinados. A princípio, o atendimento será realizado nas quintas e sextas-feiras no período da tarde, uma média de 16 emissões por dia. Gradativamente o atendimento será ampliado.

Marlene Crivelari explicou que três servidores foram treinados e que o agendamento será feito pelos Cras e pelos conselhos tutelares, sem custo. “Quem ganha com isso é a população, já que o serviço vem a somar com o que já é realizado pelo o Instituto que continua fazendo o seu trabalho”, disse Marlene. Este é um projeto piloto no Estado.

 

2ª VIA FÁCIL

Outra novidade relacionada ao setor é que foi ampliado o serviço da 2ª Via Fácil do RG. O novo que já está funcionando, foi desenvolvido em parceria com a Celepar e permite ao cidadão alterar fotografia, assinatura e dados biográficos do documento, tais como nome, sobrenome e filiação, de forma totalmente online. O serviço foi liberado no dia 11 e em apenas um dias, mais de 550 documentos foram emitidos.

Para solicitar a emissão da 2ª Via Fácil é possível utilizar o aparelho celular, tablet ou computador. O sistema está hospedado na página www.policiacivil.pr.gov.br, na aba “documentos”. Os documentos a serem anexados deverão estar no formato “pdf” ou “jpeg” com tamanho máximo de cinco megabytes. Já a fotografia deverá ser encaminhada em formado jpeg e com tamanho máximo de cinco megabytes. O serviço é intuitivo e apontará alterações que precisarão ser feitas, caso os arquivos estejam fora do padrão.

A solicitação de uma nova via do RG pode ser feita por pessoas que já possuam o documento no Paraná. O serviço de reimpressão da 2ª Via Fácil, sem alteração de dados e foto, continua ativo. A população também continuará a ter disponível o serviço com alteração apenas da fotografia.

Vale lembrar que o pedido remoto do RG oferece ao cidadão comodidade, segurança e economia. A ida a um dos postos de identificação será necessária somente para a retirada do documento. Segundo dados da Polícia Civil, no ano passado foram emitidas 19% a mais segundas vias de RG na modalidade online do que no ano anterior. Enquanto em 2020 foram geradas cerca de 100 mil segundas vias, no ano passado o número passou para cerca de 119 mil. O pedido do documento pela internet é a forma mais fácil de obter o RG em caso de perda.

Pessoas que tenham atualizado recentemente a foto e outros dados no sistema do Detran podem fazer o pedido de reimpressão do RG, já que a integração dos dados é feita de forma automática.

 

 

 

+++

 

Tecnologia embarcada chama atenção

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Coronel Rômulo Marinho Soares esteve esta semana na cidade anunciando investimentos de mais de R$ 31 milhões no setor e conheceu de perto os investimentos que estão sendo feitos em equipamentos e tecnologias pela Guarda Municipal que que participando de um projeto piloto de 90 dias com equipamentos instalados nas viaturas da guarda. “O mais interessante deste projeto de segurança é  aumentar não apenas a segurança da população , mas também do próprio GM. Este profissional tem à sua disposição  um sistema S.O.S (ajuda), onde , se o agente se ver em uma situação de emergência e precisar pedir socorro ou apoio técnico de outras viaturas, ele só apertará um botão e imediatamente as outras viaturas são informadas  na central da Guarda Municipal por um sistema de georreferenciamento.  E assim outras viaturas irão prestar o auxilio necessário”, explicou o presidente da Fundetec, Alcione Gomes.