Marechal Cândido Rondon – A ferrugem asiática chegou um pouco mais cedo nas lavouras de soja da região oeste do Paraná e o primeiro caso da doença foi confirmado ontem em uma área de plantio comercial e divulgado pela Embrapa.

O foco surgiu em uma lavoura de Porto Mendes, distrito de Marechal Cândido Rondon, e foi registrado pela Copagril após a identificação da ferrugem ter sido feita pelo Centro de Pesquisa Agrícola da Copacol em Cafelândia.

O agrônomo da Copacol Tiago Madalasso explica que houve uma antecipação de 15 dias no surgimento da doença na região porque metade da semeadura também foi antecipada. “Historicamente, os cultivos de soja na região ocorrem no fim de setembro e, nesta safra, houve uma antecipação para o começo do mês, logo após o fim do vazio sanitário em 10 de setembro”, disse Madalasso, conforme a Embrapa.

Segundo o especialista, a umidade e a temperatura entre 20°C e 25°C favoreceram o surgimento da doença na soja.

Os produtores da região devem ficar atentos a essas condições climáticas favoráveis à ferrugem asiática.