Parceria do Governo e Itaipu amplia proteção de bacias e saneamento

O documento também estabelece o compartilhamento de dados e tecnologia para segurança de barragens e tratamento de efluentes e esgoto.

O convênio foi assinado em uma videoconferência realizada nesta quarta-feira (22) pelo governador com os diretores das instituições. Ratinho Junior destacou que a união trará inúmeros benefícios ao Estado.

Quando usar máscara de pano

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou um protocolo de intenções do Governo do Estado com a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), a Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) para ampliar a qualidade ambiental nas bacias da região lindeira e a vida útil do Lago de Itaipu.

O documento também estabelece o compartilhamento de dados e tecnologia para segurança de barragens e tratamento de efluentes e esgoto.

AÇÕES  – O protocolo tem como objetivo implementar uma série de ações estratégicas nas Bacias do Paraná III e dos Rios Ivaí, Piquiri e Silva Jardim, e investimentos em saneamento básico para os municípios lindeiros ao lago, especificamente Missal, Ramilândia, Medianeira e Serranópolis do Iguaçu.

Também haverá integração de dados sobre recursos hídricos do Estado, ação que envolve a Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, e Planos de Segurança da Água (PSA) para seis municípios da Bacia dos Rios Ivaí e Piquiri (Umuarama, Palotina, Goioerê, Paranavaí, Cianorte e Paraíso do Norte), com apoio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento.

BARRAGENS – Pelo protocolo, o Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb), sediado no PTI, vai ajudar a Sanepar com pesquisas preventivas nessa área. O Parque Tecnológico foi criado há doze anos e ajudou a Itaipu a ter uma das barragens mais seguras do mundo.

OBRAS EM ANDAMENTO – Na videoconferência, o governador e o diretor-geral da Itaipu também destacaram as outras parcerias em andamento, como a segunda ponte de Foz do Iguaçu, obra de R$ 463 milhões; a ampliação da pista do Aeroporto Internacional das Cataratas; e a duplicação da BR-469, conhecida como Rodovia das Cataratas.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

2 + 4 =