O governo do Paraná iniciou nessa quarta-feira (2) uma ação de testagem por antígeno para covid-19 em passageiros que desembarcam no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A ação conta com apoio da Infraero, da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e do IBMP (Instituto de Biologia Molecular do Paraná), parceiro estratégico do Estado em testagem.

A ação no Afonso Pena seguirá até o próximo sábado (5), das 10h às 15h, período que concentra maior chegada de voos nacionais e internacionais. No primeiro dia da ação, foram realizados 95 testes, com um resultado positivo. O passageiro, de voo nacional, recebeu equipamento de proteção individual e ficará em isolamento, de acordo com o protocolo da ação.

“A estratégia de rastreio da transmissibilidade vem dando certo no Paraná, que se destaca como o estado que mais testa no Brasil proporcionalmente, com mais de 2,7 milhões de testes do padrão que a Organização Mundial da Saúde orienta realizados desde o início da pandemia”, afirmou o secretário estadual da saúde, Beto Preto.

“A testagem é voluntária”, explicou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes. “O IBMP, parceiro nesta ação, nos cedeu mil testes por antígeno para realizar essa campanha”.

Para fazer o teste, o passageiro deve preencher um formulário, indicando origem do voo e possíveis conexões, dados pessoais e endereço de residência ou do local que permanecerá no Paraná, caso esteja em trânsito.

Em caso de resultado positivo, o que é constatado em poucos minutos, a pessoa será encaminhada para uma segunda coleta, ainda no aeroporto, do tipo RT-PCR. “O segundo teste será por PCR, que é o padrão ouro, para confirmar a condição do passageiro. Porém, já diante do primeiro resultado positivo, ele assinará um termo de compromisso de isolamento imediato. Todos esses protocolos são informados antes da testagem”, disse a diretora.