Na final do adestramento individual, a favorita britânica Charlotte Dujardin, atual campeã olímpica com Valegro, confirmou a expectativa e venceu a prova com 93.928%. Em segundo lugar ficou a alemã Isabel Werth/Weihegold Old, que conquistou sua nona medalha olímpica, ao fazer 89.071%. O pódio ficou completo com Kristina Sprehe-Broring/Desperado, que fez 87.142%.

Aos 31 anos, a britânica reafirma o posto de melhor atleta do adestramento mundial. O ouro conquistado nesta segunda-feira, em Deodoro, foi o terceiro na carreira. Além do bicampeonato no individual, ela havia vencido a prova por equipes com a Grã-Bretanha, em Londres-2012. Este ano, ficou com a prata.

201608151411063980_RTS.jpgLady Charlotte, como é conhecida, ainda conta com quatro títulos mundiais consecutivos. O último foi ano passado, também montando Valegro, com a espetacular pontuação de 94,160%, em Las Vegas.

Ao contrário dos primeiros dias, a final é estilo livre, com coreografia e música escolhidas pelos atletas. Como de praxe no esporte, a maioria dos conjuntos opta por canções instrumentais e, de preferência, no estilo clássico. Estratégia para não tirar a concentração do animal.

Quem preferiu contrariar a norma foi o espanhol Severo Lopes, que usou músicas pop na sua apresentação, começando com Smooth, por Carlos Santana, e encerrando com It´s my life, de Bon Jovi. Fora do habitual no adestramento, que exige silêncio, o público acompanhou com palmas o final da coreografia do cavaleiro montando Lorenzo. A nota de 83.533%, que, naquele momento, lhe dava o terceiro lugar recebeu vaias da torcida. Mas, no fim, ele terminou em quinto lugar.

Na sexta-feira, o time alemão ficou com o ouro na categoria por equipes.