Janela de transferências internacional fechou para os clubes brasileiros

Times do Brasil não podem mais contratar jogadores de times estrangeiros

E na última quarta-feira (31) foi fechada a janela de transferências internacional para os clubes brasileiros. Os times que mais se reforçaram trazendo jogadores de equipes estrangeiras foram Flamengo e Palmeiras, o que não é surpresa pra ninguém graças ao poder financeiro desses clubes atualmente. Cada um dos times contratou 4 nomes internacionais, com destaques para as transferências do Mengão, trazendo nomes de peso para o clube.

O time do Flamengo trouxe 4 jogadores nessa janela de negociações, são eles: Rafinha (Bayern de Munique), Pablo Marí (Manchester City), Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Gerson (Roma). Aliás, Gerson foi o brasileiro mais caro da história contratado por um clube do Brasil. O meia, foi revelado pelo Fluminense e estava atuando na Fiorentina, mas seus direitos pertenciam a Roma. O valor do jogador foi de 11,8 milhões de euros, equivalentes a R$ 49,7 milhões. Até então, a contratação mais cara de um brasileiro também tinha sido do Flamengo, quando anunciou Vitinho, em 2018, por cerca de R$ 44 milhões. No geral, a transferência de Gerson só não foi mais cara que a de Arrascaeta, quando trocou o Cruzeiro também pelo Flamengo neste ano, e a de Carlitos Tévez, quando se transferiu do Boca Juniors para o Corinthians em 2004. Arrascaeta custou para o Flamengo um valor de R$ 63,7 milhões, e Tévez veio ao Corinthians por R$ 60,5 milhões. Destaque também para as vindas de Rafinha e Filípe Luis. Enquanto Rafinha estava atuando em alto nível no Bayern de Munique, Filipe Luís era campeão da Copa América com a Seleção Brasileira e jogava pelo forte time do Atlético de Madrid.

Já a equipe do Palmeiras também trouxe grandes nomes, como: Ramires (Jiangsu Suning), Victor Hugo (Fiorentina), Henrique Dourado (Henan Jianye) e Luiz Adriano (Spartak Moscou). O nome mais badalado desses é o de Ramires, que teve participações pela Seleção Brasileira, inclusive disputando a Copa do Mundo de 2010. Enquanro isso o rival Corinthians repatriou Gil (Shandong Luneng), muito querido pela torcida por conta de sua passagem vitoriosa pelo clube.

Quem também surpreendeu nessa janela contratando 4 jogadores foi o recém-promovido a Série A, CSA de Alagoas. A equipe trouxe: Euller (Al Shabab), Julián Benítez (Olimpia-PAR), Rodolfo Gamarra (Guaraní-PAR) e Jean Cléber (Maritimo-POR), e, conta com a ajuda dos reforços para sair da zona do rebaixamento onde se encontra atualmente, ocupando a 19ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro.

O Santos acabou trazendo 3 jogadores, e 2 deles anunciados de última hora já no último dia de janela, são eles: Evandro (Hull City), Luan Peres (Club Brugge) e Lucas Venuto (Vancouver Whitecaps). Esses dois últimos nomes foram anunciados no dia final de negociações. Outro grande nome também desembarcou no Brasil mas para jogar pelo Athletico Paranaense. Trata-se de Adriano, o lateral ex-Barcelona, que estava atuando no Besiktas da Turquia e chamou a atenção de diversos clubes brasileiros.

Alguns tradicionais times reconhecidos no mercado internacional não trouxeram ninguém, como é o caso do São Paulo, que ainda vive a expectativa de poder anunciar Daniel Alves, grande nome da Seleção Brasileira na disputa dos jogos ao vivo da Copa América, onde foi campeão e eleito o melhor jogador do torneio. Apesar da janela internacional estar fechada, Dani Alves não tem vínculo com nenhum clube atualmente, por isso, poderia ser anunciado pelo São Paulo, do Brasil, mesmo tendo atuado pelo Paris Saint-Germain, da França, na última temporada.

Confira abaixo todas as movimentações dos clubes brasileiros nessa janela internacional:

Athletico Paranaense: Adriano (Besiktas);

Atlético Mineiro: Lucas Hernández (Peñarol) e Ramon Martínez (Guaraní-PAR);

Avaí: Bruno Sávio (NK Istra Pula) e Richard Franco (Sol de América);

Bahia: Lucca (Al Rayyan) e Wanderson (Simizu S-Pulse);

Botafogo: nenhuma contratação;

Ceará: Lima (Al Wasl);

Chapecoense: Maurício Ramos (Al-Sailiya) e Henrique Almeida (Belenenses);

Corinthians: Gil (Shandong Luneng);

Cruzeiro: nenhuma contratação;

CSA: Euller (Al Shabab), Julián Benítez (Olimpia), Rodolfo Gamarra (Guaraní-PAR) e Jean Cléber (Maritimo);

Flamengo: Pablo Marí (Manchester City), Gerson (Roma), Rafinha (Bayern de Munique) e Filipe Luís (Atlético de Madrid);

Fluminense: Muriel (Belenenses) e Wellington Nem (Shakhtar Donestk);

Fortaleza: Nenê Bonilha (Tiburones Rojos de Veracruz) e Mariano Vazquez (Deportivo Pasto);

Goiás: nenhuma contratação;

Grêmio: David Braz (Sivasspor);

Internacional: Natanael (Ludogorets);

Palmeiras: Ramires (Jiangsu Suning), Vitor Hugo (Fiorentina), Luiz Adriano (Spartak Moscou) e Henrique Dourado (Henan Jianye);

Santos: Evandro (Hull City), Luan Peres (Club Brugge) e Lucas Venuto (Vancouver Whitecaps);

São Paulo: nenhuma contratação;

Vasco: nenhuma contratação.

A expectativa em ver esses nomes brilharem no futebol ao vivo pelo Brasil é grande. Alguns deles já estão em campo e os demais devem estrear muito em breve. As contratações de jogadores que atuam no Brasil ainda podem acontecer, então, o mercado de transferências dos clubes ainda não chegou ao fim.

Fonte: A Folha Hoje (https://www.afolhahoje.com/) via Link Building.



Fale com a Redação

doze − três =