Informe da redação do dia 25 de maio de 2019

Mais energia

O ex-deputado Alfredo Kaefer prestigiou a inauguração da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, quando destacou a importância do empreendimento para a região: “Estamos satisfeitos. É um investimento de mais de R$ 2,3 bilhões na construção da usina, que vai gerar empregos e renda para os moradores dos municípios atingidos, principalmente Capitão Leônidas Marques e Capanema, que terão também aumento da arrecadação por meio do ICMS”, lembrou, ao lado dos prefeitos Américo Belle (Capanema) e Claudiomiro Quadri (Capitão), dentre outros convidados.

Diárias

O promotor de Justiça Felipe Segura Guimarães Rocha requereu à Prefeitura de Serranópolis do Iguaçu relação das diárias concedidas aos agentes públicos em 2018. Segundo a assessora jurídica Gabriela Ben, ano passado foram gastos R$ 123.055,20 apenas com diárias.

13º na conta

O prefeito de Céu Azul, Germano Bonamigo, deve liberar o pagamento de metade do 13º salário do funcionalismo público em julho. Segundo ele, a economia e os cortes feitos ainda ano passado possibilitaram fazer o adiantamento, que vai injetar na economia local cerca de
R$ 650 mil. O prefeito disse que, apesar da austeridade, os investimentos  em saúde, educação e infraestrutura continuam sendo feitos: “Céu Azul vive um bom momento” , resume Bonamigo.

Queda de braço

Em Foz do Iguaçu, a proposta de 4% de reajuste em maio e mais 1,07% em setembro não agradou a todo o funcionalismo. O Sinprefi (sindicato que representa os professores) insiste no índice total agora, ou pelo menos o retroativo pago em setembro.

Trevo nas mãos do MPF

O governador Ratinho Júnior declarou sexta-feira que a obra no Trevo Cataratas está nas mãos do Ministério Público Federal – ou seja, do Estado não há previsão (tão cedo) para investimentos. Como fica em um trecho de concessões, faz parte dos contratos que estão sendo revisados pelo MPF, que investiga esquema nos pedágios. “É um trecho federal, de responsabilidade das concessionárias. Depende da exigência do MPF com as empresas e estamos incentivando os promotores para que possam cobrar obras importantes retiradas do contrato e o Trevo Cataratas é uma delas”.

Bloqueio de bens

O secretário de Finanças de Três Barras do Paraná teve os bens indisponibilizados liminarmente em R$ 185.604,16 a partir de ação civil pública proposta pela Promotoria de Justiça de Catanduvas. O MPPR sustenta que o agente político fraudou processo licitatório que culminou na contratação de uma empresa dele pela prefeitura, o que implicou prática de ato de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.

Bloqueio bilionário

Já o TRF4 determinou o bloqueio de valores e bens de acusados em ação de improbidade administrativa da Lava Jato, incluindo PSB, MDB, os parlamentares Valdir Raupp (MDB/RO), Fernando Bezerra (PSB/PE), Eduardo da Fonte (PP/PE), até o espólio do falecido Eduardo Campos (PSB/PE). Dentre os valores, estão quase R$ 2 bilhões do MDB e mais de R$ 800 milhões do PSB.

Lava Jato

O bloqueio foi determinado ao se reconhecer a procedência de recurso contra decisão proferida na ação civil pública de improbidade administrativa movida pela força-tarefa Lava Jato e Petrobras. O tribunal pontuou a existência de fortes indícios da prática de atos de improbidade por líderes de partidos e agentes públicos em prejuízo ao erário.

Reforço na PF

O presidente Jair Bolsonaro autorizou quinta-feira (23) o Ministério da Justiça a convocar 1.047 aprovados no concurso da Polícia Federal. A convocação do contingente é uma reivindicação da categoria para equalizar um déficit de mais de 4 mil policiais em todo Brasil.

 



Fale com a Redação

nove − 3 =