Escola da Transparência

Com uma estrutura com paredes repletas de vidros – onde a comunidade possa ver o que está acontecendo dentro -, a Escola da Transparência promete ser modelo e referência da atual gestão municipal. A obra será erguida no Bairro Floresta já tem dia e hora para ser licitada: 11 de março, às 14h. O valor máximo proposto é de R$ 9.105.924,97. Desse montante, pelo menos R$ 4,5 milhões são provenientes da economia na compra de uniformes escolares em dois anos. A meta da administração municipal é abrir as portas já a partir do ano que vem, ano importante para quem tem como meta a reeleição.

Sete chaves

O chefe da Guarda Municipal, coronel Avelino Novakoski, está com a decisão do prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) sobre o parecer da Corregedoria da Guarda Municipal. Ainda na segunda-feira ele circulava com os documentos debaixo do braço e garantiu que, por enquanto, o caso ficará “sob sigilo total – debaixo de sete chaves”. A decisão sobre os três guardas municipais que agrediram um cidadão dia 22 de dezembro será anunciada em breve. O receio do poder público é ser processado pela exposição dos denunciados.

Tudo tem preço

Quem passa pelo Centro de Cascavel vê obras curiosas do curitibano Luis Gagliastri que ficarão no Calçadão até março. A exposição Asas da Imaginação custará à população R$ 19 mil – pagos por meio da Fundação Municipal de Cultura e Esporte -, sem licitação.

Mudanças

Uma baixa foi registrada no grupo definido por Alécio Espínola (PSC). O radialista Djalma Santos deixou a chefia da Comunicação da Câmara, embora nem tenha sido oficialmente nomeado. A saída teria como explicação “motivos pessoais”. Quem está propenso a assumir a vaga é o jornalista Claudemir Hauptmann, que estava na assessoria de Paulo Porto (PCdoB).

Presidentes de comissões

Escolhidos os cargos nas comissões permanentes: Comissão Constituição Justiça e Redação: Jaime Vazata (presidente), Rafael Brugnerotto (secretário) e Josué de Souza (membro). Segurança Pública: Fernando Hallberg (presidente), Pedro Sampaio (secretário) e Sebastião Madril (membro). Educação: Carlinhos Oliveira (presidente), Paulo Porto (secretário) e Olavo Santos (membro). Cultura e Esporte: Serginho Ribeiro (presidente), Carlinhos Oliveira (secretário), Pedro Sampaio (membro). Meio Ambiente: Misael Júnior (presidente), Paulo Porto (secretário), Celso Dal Molin (membro). Saúde: Josué de Souza (presidente), Romulo Quintino (secretário) e Jorge Bocasanta (membro).

*Com posicionamentos políticos semelhantes, os vereadores Roberto Parra, Aldonir Cabral, Jaime Vazata, Josué de Souza e Romulo Quintino formam o primeiro bloco parlamentar.

*O líder do bloco será Parra.