CORONAVÍRUS

Encontro é marco histórico na luta pelo fortalecimento das mulheres na agricultura

05 de agosto de 2022 às 10:13
Publicidade

Cascavel – Centenas de mulheres de várias cidades do Paraná participaram ontem (4), no Centro de Convenções e Eventos de Cascavel, do 10º Encontro de Produtoras Rurais, que teve à frente de expoentes lideranças do segmento, discutindo temas relevantes e garantindo o protagonismo da mulher nas discussões sobre o futuro da sociedade. Com apresentação do Coral da Comissão Feminina do Sindicato Rural de Cascavel, e palestras com renomados especialistas, o evento foi coroado de êxito.

“Acabou a ideia de que a mulher fica só em casa”, disse Maria Beatriz Orso, presidente da Comissão Feminina e uma das idealizadoras do evento, que proporcionou às agricultoras um dia diferente, repleto de palestras, debates e atividades recreativas. “É uma honra poder preparar um evento que une tantas produtoras, proporcionando-as um dia repleto de conhecimento e cultura”.

“O papel da mulher está cada dia mais importante. Ela vem se capacitando e se interessando em gestar suas propriedades. Acabou a ideia de que a mulher fica só em casa, cuidando dos afazeres, e ela passou a ajudar a família a administrar, um papel importantíssimo que vem crescendo cada vez mais”, afirmou o presidente do Sindicato Rural de Cascavel, Paulo Orso.

Além de palestras nas áreas de saúde, família, motivação, histórias e trajetórias de vida e demais âmbitos técnicos, o Encontro de Produtoras Rurais proporcionou diversão e cultura, entre outras atrações.

 

Qualidade e produtividade

Entre as autoridades presentes, a Coordenadora da Comissão Estadual das Mulheres do FAEP Lisiane Rocha Czech parabenizou a atuação da comissão feminina do Sindicato Rural de Cascavel e reforçou a importância da participação das produtoras rurais em eventos como o encontro.  “A Comissão de Cascavel é madura, com anos de experiência, e a nossa união é o que nos faz crescer. A maior participação da mulher no campo trará mais produtividade, maior qualidade de vida da família e reforçará a sucessão familiar, porque precisamos de sucessores”, explicou Lisiane.

O secretário de Agricultura e de Abastecimento do Estado do Paraná, Norberto Ortigara, não pôde se fazer presente, mas enviou uma mensagem especial aos produtores, onde reforçou a importância do agronegócio para a economia rural. “O agro é a nossa forma de ganhar a vida no Paraná, principal setor da economia, portanto, reunir tantas mulheres para debater o seu futuro faz bem para a nossa vida e os nossos negócios, que é ser bons produtores e produtores de alimentos e fibras”, comentou Norberto.

Para o prefeito Leonaldo Paranhos, após a pausa com a pandemia o encontro voltou com força ainda maior. “Já temos mulheres no serviço público e empresas; no agro ela também está presente. E o bom disso é que o preconceito e distância estão diminuindo. A mulher está preparada para qualquer tipo de ação, sem perder a ternura que temos que ter pelo sexo feminino, precisamos reconhecer que a mulher é forte, valente e conquista muito”, disse Paranhos.

A vice-presidente da Faesp (Federação da Agricultura do Estado de São Paulo), Juliana Farah, destacou o trabalho do setor feminino do Sindicato Rural Patronal de Cascavel. “Estou começando a fazer um trabalho semelhante em São Paulo, indo nas produtoras rurais, principalmente nas pequenas. Estar aqui hoje, com quase mil mulheres, é uma alegria muito grande porque mostra que unidas nós somos mais fortes. No Brasil, representamos ainda 5% de oportunidade de mulheres no agro. Precisamos e temos capacidade de aumentar este número porque as mulheres do agro têm capacidade para estarem juntas de seus companheiros, de suas famílias, na administração das tarefas, sem perder a doçura e sua missão como mãe, esposa e dona de casa”, diz.

 

Foto: Secom

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE