O Instituto Emater acaba de promover Seminário de Capacitação de Novos Extensionistas com o propósito de receber os novos funcionários, proporcionando uma visão abrangente do papel deles na instituição e apresentando as expectativas sobre o desempenho do grupo no ambiente rural e agrícola por todo o Paraná. O secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, George Hiraiwa, participou da abertura do evento.

O encontro contou com um painel com a participação de representantes de entidades parceiras, entre as quais o Sistema Ocepar, que foi representado pelo superintendente Robson Mafioletti. Com líderes da Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), da Fetaep (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná), da Associação dos Municípios do Paraná e da Unicafes (União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária).

Entre os principais focos estava o debate sobre a Ater – ação de assistência técnica e extensão rural – para a dinamização das economias locais. Outro painel discutiu a realidade e perspectivas de um novo momento para a Ater, com representantes das Asbraer, Anater e Sead.

Foram destaques ainda no evento a ação da Seab e suas vinculadas, com profissionais da Adapar, CPRA, Ceasa, Iapar, Codapar e Secretaria da Agricultura. A agenda estratégica do Instituto na visão da diretoria também foi destaque.

Recomposição do quadro

Duzentos e cinquenta e cinco extensionistas aprovados em concurso foram nomeados no dia 19 de junho. São 86 engenheiros agrônomos, 36 assistentes sociais, 19 economistas domésticos, três engenheiros de alimentos, dois engenheiros de pesca, seis engenheiros florestais, 16 médicos veterinários e 17 zootecnistas, além de 70 extensionistas especializados (técnicos agrícolas). Eles vão recompor o quadro de funcionários do Instituto Emater, após o PDV (Plano de Demissão Voluntária), autorizado pelo governo estadual em março deste ano, por meio do decreto 8990, que teve a adesão de 291 trabalhadores da entidade.