Não há como entender sobre algo de forma completa sem ao menos ver alguém fazendo-a em sua plenitude.

Você pode aprender pintura olhando os quadros? Não, pois os quadros já estão prontos.

Ver seu professor fazendo é fundamental, pois muitos ensinos técnicos possuem elementos que não se traduzem apenas em palavras. O campo da adivinhação está mais do que evidente que não é saudável neste momento que a humanidade está passando.

A alta cultura dos povos é feita por pessoas que tiveram contato com experiências radicais, que conheceram a vida nos seus aspectos mais extremos e as descrevem em literaturas.

Certamente o Carnaval, o futebol e o nosso jeitinho brasileiro não dão, em minha opinião, uma página de um livro para formar pessoas.

Não há cultura humana que tenha sido feita com experiências superficiais ou imitativas. A autenticidade das experiências é que nos farão um Brasil cultural.

Despois desta pandemia, extrema e radical, iniciaremos a nossa jornada cultural. Eu acredito!

Adoraria ouvir o que você está aprendendo neste momento que vivemos, mas compartilho o que eu aprendi. No meu isolamento, em meio aos meus medos, na minha dedicação aos filhos, ao meu lar e também ao meu espírito pobre, mas inconformado. Decidi que não irei mais opinar sobre algo sem estudar, sem responder uma das perguntas mais nobres e muito desprezada, basta ligarem a televisão nos noticiários. A pergunta é: O que é isto, o que é aquilo?

Foi a maneira mais inesquecível chegar a essa conclusão particular.

Um homem de mentira não pode encontrar a verdade.

Aprofundar o seu próprio nível de consciência não ocorre do dia para a noite. Devemos investigar a verdade, temos que buscar verdade, descascar as nossas camadas de autoengano e obter a certeza de estar pisando em um terreno firme.

Eu tenho que dizer a minha verdade ao espelho para depois eu saber o que é a verdade das coisas. Afinal, “não há debate entre um par de sapatos e uma lata de sardinha.”


Juliano Gazola é fundador da Bioliderança® no Brasil, business executive coach, reprogramador biológico

Siga minha página no Instagram @jggazola