Você sabe que Deus te ama?

Sim, tenho certeza que você sabe. E você se sente amado por Deus, você realmente se sente amada por Deus?

Pergunte-se agora: respire… e se pergunte: eu me sinto amado/a por Deus?

Quando me sinto amado por Deus, já estou transbordando.

E o que nos separa de nos sentirmos amados, cuidados, protegidos por Deus? Existe um elo entre uma pessoa e Deus. Esse elo é representado pelos pais. Todos os pais são portais sagrados de materialização na terra. Cada um tem o seu. Cada filho tem o portal sagrado único, exclusivo e perfeito.

Uma das características mais comuns que mostram a desconexão é a insegurança.

Toda a pessoa que critica é insegura e tem medo. Quando criticamos, estamos mostrando que também somos inseguros.

Também é importante constatar:

Quando a crítica dos outros nos abala é porque temos um espaço interno que permite a crítica. A culpa não é dele. Eu é que dei espaço, permiti.

Esse espaço é a insegurança e é provável que exista uma desconexão com seus pais.

Outras pessoas nos abalam quando estamos desconectados, pois, quando estamos sem conexão, existe um buraco interno. Esse espaço só é preenchido com a conexão fundamental. É como se as pessoas que nos “violam” são mensageiros que vêm nos dizer: “você está enfraquecido, vá se curar!!! Vá se curar com sua mãe! Vá encontrar os seus portais!”

Mãe é acolhimento, amorosidade… mãe é prosperidade e é através da mãe que conectamos com a segurança, ou seja, com o papai.

Quem está bem resolvido com os próprios pais se sente seguro, tem potência e não se importa com o que os outros pensam. Posiciona-se na própria verdade.

Agora… qual é a sua verdade?

Quais são os valores que permeiam suas ações? Ou melhor, quais são os princípios que te norteiam?

Você já tem a sua verdade ou ainda está dependendo das regras dos seus pais?

Ou a sua criança ainda está aguardando o papai ou a mamãe? Muitas vezes, a nossa criança está paralisada lá atrás num trauma ou numa situação em que faltou um dos pais, e não cresceu, está aguardando…

Acorde! Acolha VOCÊ a sua criança agora!

Resgate-a, traga-a para dentro do seu coração e diga: “agora eu cuido de você! Agora eu cuido!”

Diga para seus pais: “Obrigada por tudo! Agora eu os deixo em paz. Aquilo que recebi de vocês foi o suficiente. Aquilo que faltou agora eu mesma faço”.

Quando temos mágoas de pessoas com que nos relacionamos, é porque temos algo aberto com os pais e que precisa ser resolvido.

Devemos perguntar para nós mesmos: que furo é esse que eu permito que essa pessoa me magoe?

Cure! Se cure! Já chega!!

Decida agora mesmo que você vai se sentir amado por Deus. Que vai se conectar com a sua identidade. E então, após essa conexão, você vai ter experiências surpreendentes de sucesso…

em todas as áreas da sua vida!

 

Graciele Reimann Gatto