PF boia à deriva

A Marinha e a Polícia Federal continuam a boiar à deriva sobre o óleo derramado criminosamente no mar do Nordeste, há dois anos. Três navios são investigados: Tanque Bouboulina, VL Nichioh e City of Tokyo. Cobrados por ofício pelas autoridades do Brasil, os Governos das Ilhas Marshall e da Libéria, que abrigam as companhias de navegação, blindam os empresários e sequer responderam ligações ou o questionamento. E o do Brasil se afoga no desdém. Na cara de pau, duas navegadoras trocaram os nomes das embarcações: Um deles era NT Godam, depois Amore Mio, antes de ser City of Tokyo. Ao infrator, se descoberto, o Governo do Brasil prevê uma multa de US$ 50 milhões.

 

O precavido

Nota-se um sujeito precavido na vida pública pela recusa de generosas ofertas: O governador afastado Mauro Carlesse, do Tocantins, indicou o vice para seu lugar na COP26. Wanderlei Barbosa ficou, e mandou representante. Não assumiria na volta.

 

Segredo da dupla

Valdemar Costa Neto (PL) e Ciro Nogueira (Progressistas), a dupla do momento, trabalha em sigilo num consórcio para emplacar o vice na chapa de Jair Bolsonaro.

 

PT sem nome

Lula da Silva aposta muito no eleitorado do terceiro maior colégio do País. E os petistas do Estado do Rio de Janeiro sabem disso. O advogado Felipe Santa Cruz, que capitaneou a OAB com viés de oposição a Bolsonaro, tentou sem sucesso articular no PT seu nome para o governo. Sairá candidato a deputado federal.

 

Dois palanques

Lula tem conversado com Benedita da Silva. Quer Marcelo Freixo (PSB) e Rodrigo Neves (PDT) como seus candidatos ao Palácio Guanabara, por mais que isso sacrifique o PT na cabeça de chapa, mas que garantam uma boa coalizão que lhe deixe um bom saldo nas urnas ao Planalto.

 

Em sigilo

O Ministério de Minas e Energia evita a publicidade sobre os processos administrativos da privatização da Eletrobras. Nem a Lei de Acesso à Informação é suficiente. A pasta responde que um deles, sobre valor adicionado pelos novos contratos de concessão das Hidrelétricas, “está em fase de instrução e, portanto, é considerado ato preparatório”.

 

Sem respostas

Parlamentares e sindicalistas também pediram acesso, em vão. Inconsistências nos dados do MME sobre a privatização levaram o TCU a uma série de recomendações.

 

Secreto…

Autora da ação que culminou na suspensão do chamado “orçamento secreto” pelo STF, a oposição também tascou parte dos recursos das emendas de relator (classificadas como RP9), executadas desde 2020. Conforme dados da Comissão Mista de Orçamento do Congresso, o dinheiro secreto abasteceu 659 das 816 prefeituras que pertencem a partidos de oposição (PDT, PSB, PT, PCdoB, PSOL e REDE).

 

… foi geral

O levantamento do colegiado também expõe que os cofres de todos os governos estaduais foram irrigados pelas emendas de relator-geral em 2020 e em 2021. Prefeituras do PP (634) e PL (316), partidos da base de Bolsonaro, estão no topo do ranking das emendas secretas (sem carimbo).

 

Aluguéi$

O reaquecimento do mercado imobiliário impulsionou um segmento milionário ligado a aluguéis.  O de seguro locatício, que dispensa caução e fiador. Foram negociados somente este ano R$ 746 milhões. Um crescimento de 19,3% em relação ao mesmo período de 2020, segundo a Federação Nacional de Seguros Gerais.

 

Seguro cibernético

Dados da Confederação Nacional das Seguradoras revela o avanço num setor pouco explorado na praça. Apenas 10 empresas oferecem cobertura para riscos cibernéticos no País. Até agosto, o volume de prêmio foi de R$ 63,5 milhões – crescimento de 161,3% em relação aos oito primeiros meses de 2020, que fechou o ano com R$ 41,3 milhões.