Líder sustentável

O Paraná é líder nacional em sustentabilidade ambiental no Ranking de Competitividade dos Estados, publicado pelo Centro de Liderança Pública. O Estado aparece como 1º lugar nesse quesito e 4º colocado na classificação geral. “Isso mostra que estamos no caminho certo, promovendo o desenvolvimento do Estado, mas também pensando na preservação e recuperação do meio ambiente. Se o Paraná é o Estado que mais produz por metro quadrado no País, precisa ser também o que mais preserva, recupera e fiscaliza. É o tripé da sustentabilidade para garantir o futuro”, destacou o secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Foto: AEN

 

3D

O Hospital Universitário do Oeste do Paraná realizou, pela primeira vez, uma cirurgia de reconstrução de crânio com um molde 3D. O procedimento foi possível graças a uma parceria da instituição com a startup Segmenta Biomodelos, de Toledo. A tecnologia visa atender as demandas do Sistema Público de Saúde (SUS). Não existe na região banco de ossos que possam auxiliar nesse tipo de cirurgia. “A expectativa é que possamos ajudar cada vez mais pessoas que sobrevivem a traumas ou tumores”, afirma o engenheiro biomédico e responsável pela startup, Eduardo Garcia.

 

Grupos de risco

Estudo realizado pelas universidades estaduais do Paraná busca compreender como os sistemas naturais de defesa do organismo humano reagem à Covid-19. Trata-se de uma revisão de 90 trabalhos científicos de variantes do novo coronavírus (Sars-CoV-2) em países como Estados Unidos, Inglaterra, Irã, Itália e Suíça, entre outros. Entre os resultados, foi possível classificar os grupos de risco de pessoas infectadas para além da idade e das comorbidades associadas a outras doenças.

 

Grupos de risco II

Além da faixa etária e comorbidades, o estudo sugere a avaliação de hábitos como o tabagismo e o consumo de álcool. Os resultados demonstram, ainda, que o tipo sanguíneo influencia nas reações fisiológicas das pessoas: o tipo “A”, por exemplo, apresenta mais risco de infecção, enquanto o tipo “O” apresenta menos risco.

 

Uso de máscara

Pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) sobre a Covid-19, promovida entre os dias 27 e 30 de setembro com 2.165 prefeituras, aponta que mesmo com a população vacinada, 1.348 (62,3%) dos gestores municipais pretendem manter o uso obrigatório de máscaras e apenas 69 (3,2%) Municípios devem flexibilizar o equipamento de proteção individual. Outros 708 (32,7%) ainda decidiram.

 

Showmícios

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nos próximos dias uma ação do PSB, Psol e PT para a liberação da realização de showmícios nas eleições de 2022. Uma lei de 2006 proibiu esse tipo de evento eleitoral e vetou “a realização de showmício” e a apresentação, “remunerada ou não”, de artistas para animar comícios e reuniões eleitorais. As siglas pedem que o Supremo vete parcialmente a norma para que sejam liberadas apresentações gratuitas, sem pagamento de cachê ao artista. Nos bastidores, ainda não há consenso entre os membros da Corte.