Publicidade

COTIDIANO

Casulos industriais vão abrigar startups

28 de agosto de 2019 às 14:29
Publicidade

Aos poucos o aspecto de abandono vai sendo transformado. Os Casulos Industriais do Bairro Cataratas, instalados no Núcleo de Produção Industrial, que estavam abandonados havia anos, voltaram à pauta pública.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares de Andrade, o local vai se chamar VilaTec, um espaço que irá abrigar de 150 a 200 startups de inovação com a missão de acelerar o crescimento das empresas. “Aquilo [os casulos] gerava pouco resultado para o Município porque a gente conseguia abrigar oito ou nove empresas que não geravam emprego nem renda. A ideia é gerar benefício para toda a sociedade e trazer recursos para o Município”, adianta.

Em maio, a reportagem do Jornal HojeNews conversou com Jocileia Crescencio, que mora em um lote que faz divisa com o espaço público. Na época, Jocileia contou que sentia medo de deixar a casa com as janelas e portas abertas, pois ratazanas já haviam entrado na casa dela.

Esta semana a equipe voltou ao local e a situação encontrada é bem diferente. O mato foi retirado e, aos poucos, os casulos perdem o aspecto de abandono. “Uma equipe da prefeitura levou aproximadamente uma semana para limpar tudo. Agora está bem melhor, não tem mais tantos mosquitos como antes nem ratazanas e nós nos sentimos mais confortáveis para deixar as janelas abertas”, comemora Jocileia.

O secretário explica que a limpeza faz parte das ações que antecedem a reforma: “Estamos fazendo a sinalização da obra. Um projeto dessa amplitude demanda um pouco de tempo”.

Projeto de engenharia

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares de Andrade, o projeto de engenharia da obra de reforma dos casulos deve ficar pronto em 40 dias. “Nós já fizemos um projeto de adequação, agora estamos fazendo a parte de engenharia, verificando a engenharia hidráulica…”

O projeto está sendo executado pelo IEL (Instituto Eulvado Lodi). “Depois que os projetos estiverem prontos, nós vamos fechar o convênio com o governo do Estado [que é um dos parceiros], depois licitar a obra e então dar início aos trabalhos”, lista o secretário.

Segundo ele, a obra deve levar cerca de seis meses. “Em março de 2020 inaugura a obra”, prevê.

Reportagem: Milena Lemes

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE