Com o primeiro e o segundo lugar, a Toyota foi a força dominante na 89ª edição das 24 Horas de Le Mans, prova que teve largada no sábado e a final no domingo, às 16h, no horário local francês. E o Brasil pôde comemorar mais um pódio na classificação geral com o resultado obtido por André Negrão, que, ao lado dos franceses Nicolas Lapierre e Matthieu Vaxivière, terminou no terceiro lugar pela equipe Alpine. O pódio de André Negrão é o sétimo conquistado pelo Brasil. Antes, José Carlos Pace (Jaguar, 1973), Raul Boesel (Jaguar, 1991), Ricardo Zonta (Peugeot, 2008), Lucas Di Grassi (Audi, 2013, 2014 e 2016) e Bruno Senna (Oreca/Gibson, 2020) também subiram os degraus dos melhores pilotos em edições anteriores.