Bolsonaro troca ministro e coloca Marinho no Desenvolvimento Regional

A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial. É o quinto ministro a cair desde o início do governo.

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro nomeou nessa quinta-feira (6) o secretário especial da Previdência Rogério Marinho para o cargo de ministro do Desenvolvimento Regional. Ele vai substituir Gustavo Canuto, cujo desempenho à frente da pasta não vinha agradando o presidente. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial. É o quinto ministro a cair desde o início do governo.

Marinho foi o principal articulador da reforma da Previdência do governo no Congresso. Ex-deputado federal, filiado ao PSDB, ele teve papel essencial ao negociar com os parlamentares a mudança nas regras de aposentadoria do País. É um nome do confiança do ministro da Economia, Paulo Guedes, com quem Bolsonaro se reuniu mais cedo ontem.

No lugar de Marinho, na Secretaria Especial da Previdência e Trabalho, entra Bruno Bianco, atual secretário adjunto do órgão. Já Canuto assumirá a Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência), estatal responsável por processar a folha de pagamento do INSS.



Fale com a Redação

onze − seis =