Cascavel – As três bases descentralizadas da Polícia Federal para monitoramento do 2º turno do processo eleitoral em municípios do oeste e sudoeste do Paraná, cujo pleito nacional será realizado neste domingo (28), começam a funcionar a partir de hoje.

Elas estão interligadas ao Centro Integrado de Comando e Controle em Brasília, que soma 14 forças nacionais de segurança e de fiscalização para monitoramento constante do processo eleitoral na região de cobertura da Delegacia da Polícia Federal de Cascavel.

Assim como ocorreu no 1º turno no último dia 7, as bases estão nos municípios de Cascavel, de Toledo e de Francisco Beltrão. Cada um deles conta com pelo menos 20 agentes de segurança que monitoram a prática de crimes eleitorais.

Segundo o delegado-chefe da Polícia Federal em Cascavel, Marco Smith, possíveis atos de violência estão no foco das atenções, tendo em vista que esta tem sido uma eleição bastante polarizada entre extremos políticos. “A prática de crimes eleitorais é menor no 2º turno porque só teremos eleições presidenciais, então a nossa maior preocupação é com possíveis atos de violência”, reforça o delegado.

Os centros funcionam até o início da próxima semana e as equipes também manterão vigilância sobre disseminação de notícias falsas.

Em toda a região, estão aptas a irem ás urnas neste domingo quase 950 mil pessoas.