A indiferença diante de situações importantes em sua vida é um demonstrativo de uma toxina que te deixa anestesiado no momento em que te pede uma ação. Se não há motivação, não há combustível para fazer você sair do lugar.

A motivação pode ser aquilo em que você tem prazer. O problema é que a apatia afeta o seu corpo por não expressar e sua alma por não se sensibilizar.

O que te faz apático? Sua vida não está como você planejou? Como é seu estilo de vida?

Está claro que alimentação desregrada, falta de exercícios e relacionamentos pessoais doentios são fatores que influenciam seu comportamento apático. Ou seja, a apatia é fruto de condições externas, juntamente com sua insatisfação interna. Ser escravo de pensamentos pode te dar tudo o que desejas e, ainda assim, não conseguirá ser feliz.

Sinto plenitude ao ajudar meus clientes a enxergarem o que muitas vezes está escondido, ou o que quase ninguém vê.

A apatia está ligada à falta de vida, à falta de amor pela própria capacidade e pela própria vida. E, por isso, dentro das sessões de bioliderança®, tomo o devido cuidado de apresentar ao cliente as suas próprias forças, que são oriundas da sua família. É necessário trazer, ou muitas vezes resgatar, as forças para combater bravamente a apatia. O que nos torna mais fraco ou mais forte? Pergunto a você, leitor, o que te fortalece ou te enfraquece? Já se sabe que os maiores efeitos do que acontece conosco estão nas ações que cometemos. Tenho percebido que as minhas fortalezes crescem quando estou em harmonia, em paz comigo mesmo, e sinto que poderei enfrentar com mais serenidade o meu destino, seja ele qual for. Doses diárias de realidade ajudam a nutrir forças em nosso caminho, pois, quem aceita a realidade e a verdade das coisas, tal qual ela se apresenta, atinge a grandeza. A cronologia ajuda a combater a apatia, pois em nossa jornada vivemos um primeiro amor, celebramos o casamento e o nascimento de um filho. Isso pode nos trazer estímulos para promover a vida. Cada fase de nossas vidas tem as suas próprias leis e a sua própria satisfação.

A apatia irá perder espaço se não ignorarmos as nossas conquistas de cada etapa. Você conhece pessoas ricas, que não têm problema financeiro, que podem comprar tudo o que quiserem, que possuem famílias felizes, mas que nada disso lhes produz contentamento com eles mesmos? Para sermos seres humanos completos, contamos com a colaboração de dois seres, que, juntos, decidiram e escolheram nos dar a vida. Para vencer a apatia, precisamos de força e vida. É aí que o masculino e o feminino se unem em sua grandeza. Faz ideia de quem estou falando?


Juliano Gazola é fundador da Bioliderança® no Brasil, business executive coach, reprogramador biológico

Siga minha página no Instagram @jggazola