BANDEIRADA

Paciência é a receita de Pipo Derani para vencer as 24 horas de Le Mans

Pipo Derani vai encarar sua nona edição de Le Mans e neste ano terá o maringaense Felipe Drugovich como parceiro

1 ETAPA CAMPEONATO METROPOLITANO DE KART 2024

7 pipo derani
Pipo Derani vai encarar sua nona edição de Le Mans e neste ano terá o maringaense Felipe Drugovich como parceiro

Pipo Derani tem 30 anos e muita história para contar em sua trajetória no automobilismo. Seu início de carreira foi no kartismo para, em seguida, fazer a transição aos monopostos e seguir caminho na Europa. Mas, o movimento decisivo para o paulista foi a partir de 2014, quando partiu para as corridas de longa duração.

Desde então, Luís Felipe encontrou o sucesso nos Estados Unidos: bicampeão do IMSA (2021 e 2023), vencedor das 24 Horas de Daytona (2016) e três vezes ganhador das 12 Horas de Sebring (2016, 2018 e 2019). A estante cheia também tem lugar para um troféu muito especial: o de segundo lugar nas 24 Horas de Le Mans de 2017 na classe LMGTE-Pro. Foi a maior glória em La Sarthe em oito participações até agora de Pipo Derani na mais famosa corrida de resistência do planeta.

Com enorme experiência, Derani vai encarar, em 2024, sua nona edição das 24 Horas de Le Mans, prova que será disputada entre 15 e 16 deste mês e vai anteceder a Rolex 6 Horas de São Paulo. Com ingressos à venda, a prova brasileira será realizada em Interlagos, no dia 14 de julho.

Derani é aquele que mais tem bagagem nas 24 Horas de Le Mans entre os seis brasileiros inscritos na prova deste ano. Pipo ainda será referência para o compatriota e estreante Felipe Drugovich, que será seu companheiro de equipe na pilotagem do Hypercar Cadillac V-Series.R #311 da Whelen Cadillac Racing Action Express, sua equipe também no IMSA SportsCar.

Conhecedor dos segredos de Le Mans, Pipo Derani é o segundo piloto brasileiro com mais largadas na história da prova, ficando atrás somente de Thomas Erdos — com 13 participações em La Sarthe, entre 1995 e 2011. O piloto ressaltou o fator fundamental para ser bem-sucedido nas 24 horas mais desafiadoras do automobilismo mundial.

“Acho que a lição mais importante de todos esses anos é que Le Mans é uma prova muito grande, na qual tudo muda muito rápido. Então, paciência é a palavra-chave. É sobre não cometer erros, uma vez que a prova vai mudando aos poucos, e é preciso se adaptar a ela. E, se você não for afobado e tiver paciência, as coisas acontecem da melhor forma possível”, disse.

Crédito: Divulgação