Na estreia do zagueiro Wallace, que substituiu no intervalo ao capitão Maurício Ramos, o Vitória venceu sua segunda partida no Brasileirão da Série B e alcançou 10 pontos na classificação. O único gol foi marcado pelo atacante Léo Ceará cobrando pênalti aos 22 minutos do segundo tempo.

O Paraná, visivelmente, veio disposto a sair do Barradão com pelo menos um ponto. Porém, depois que sofreu o gol, arriscou mais ofensivamente e o goleiro Ronaldo brilhou que defesas decisivas.

O Vitória sempre procurou tomar a iniciativa e chegar ao gol adversário. Encontrou dificuldades pelo esquema fechado do Paraná, e o placar não foi movimentado na etapa inicial.

O Vitória retornou com Wallace, que volta pela terceira vez a defender o clube que lhe formou, e Eron no ataque. Mais disposto, o rubro-negro passou a atacar com mais frequência e numa cobrança de falta ensaiada, Fabrício meteu a mão na bola no chute de Rafael Silva e o árbitro marcou o pênalti. Léo Ceará bateu sem chances para o goleiro e marcou o gol único da partida.

A partir dai o jogo ganhou mais emoção. O Vitória tentando ampliar o placar e o Paraná pressionando de todas as maneiras. Nas poucas vezes que chegou, Ronaldo garantiu o triunfo.

O treinador Bruno Pivetti fez mais três alterações, uma delas, a de Leocovick que também estreou no Brasileiro, forçada por causa do desconforto que Rafael Silva sentiu nos minutos finais e ficou mancando em campo.

ASSINE O MELHOR DO FUTEBOL

O próximo compromisso será contra o Confiança, terça-feira (1º), às 21h30, pela 7ª rodada, no Estádio Lourival Baptista, em Aracaju (SE).

BRASILEIRÃO SÉRIE B
Vitória 1 x 0 Paraná
6ª Rodada
Data: 29/08 -SAB
Local: Estádio Manoel Barradas, Salvador (BA)
Hora: 16h30
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro, auxiliado por Jean Marcio dos Santos e Luís Carlos de França Costa (trio potiguar)
Gol: Léo Ceará (pênalti) aos 22min do 2º tempo
Cartão Amarelo: Rafael Carioca (VIT) e Jhony Douglas, Fabrício, Karl (PAR)

VITORIA: Ronaldo; Jonathan Bocão, João Victor, Maurício Ramos (Wallace) e Rafael Carioca (Leocovick); Guilherme Rend, Fernando Neto (Jean) e Marcelinho; Vico (Eron), Léo Ceará (Jordy) e Mateusinho. Técnico: Bruno Pivetti.