Cascavel – O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos (PSC), mal começou tratativas formais sobre seu projeto de reeleição e já contabiliza vários pretendentes ao cargo de vice.

Dirigentes dos partidos de sustentação do seu governo, como Podemos, Republicanos, PTB e Cidadania, citam os empresários Plinio Destro, Renato Silva, Nelsinho Padovani e João Cunha, respectivamente, dispostos ao desafio das urnas em 15 de novembro.

Dependendo das articulações e do que Paranhos acenar até as convenções, mês que vem, os três últimos poderão confirmar candidatura à chefia do Executivo na condição de adversários.

A temporada de reuniões e conversas está no auge também entre os demais pretendentes à principal cadeira do Paço Municipal de Cascavel. São eles Edgar Bueno (Pros), Márcio Pacheco (PDT), Evandro Roman (Patriotas), Juarez Berté (DEM), Paulo Porto (PT) – com a possível parceria de Margareth Rosatti -, Inês de Paula (Progressistas), Carlos Moraes (Avante) e Major Arsênio (PRTB), que tem o Coronel Jerônimo formando dupla na pré-campanha, ambos oficiais reformados da PM e do Exército Brasileiro.

As executivas não descuidam da formação de nominatas ao Legislativo. A estimativa é de que número superior a 200 homens e mulheres disputarão os votos de 223.090 cascavelenses.

Com o novo calendário eleitoral, as convenções partidárias serão realizadas de 31 de agosto a 16 de setembro, já autorizadas as virtuais.