A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR) firmaram nesta semana uma parceria para a doação de um projeto arquitetônico padrão para a construção de novos Complexos Sociais no Estado. São espaços destinados ao trabalho de ressocialização com os egressos do sistema penitenciário.

Para o reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Alexandre Webber, a relação entre as instituições públicas é muito importante. “Historicamente, a Unioeste possui parcerias com a Penitenciária Industrial de Cascavel (PIC) e a Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), inclusive com a realização de estágios com os alunos da saúde. A visita foi muito satisfatória para que cada vez mais a Unioeste possa contribuir com a sociedade”, disse.

O Complexo Social trabalha com pessoas em três situações: egressos do sistema penitenciário, monitorados e pessoas que cumprem pena fora de uma cadeia após progressão. No Paraná já existem 12 unidades e, segundo o Depen, a demanda pelo serviço cresceu nos últimos anos.

“A nossa demanda vem crescendo cada vez mais e há a necessidade de uma boa estrutura física para melhorar o atendimento. Nesse momento, a Unioeste vai nos apoiar com a doação desse projeto para que a gente possa implementar novas estruturas do Complexo Social”, afirmou Everton Rodrigo dos Santos, coordenador estadual dos Complexos Sociais do Depen.

O projeto arquitetônico será desenvolvido pela equipe de arquitetos e engenheiros da universidade e contará com a participação dos estagiários e egressos do curso de Engenharia Civil, para que os mesmos ganhem experiência prática na profissão.

“Existe uma dificuldade natural em licitar e contratar esses projetos na administração pública. Às vezes a fila de projetos do Estado é muito grande e com essa parceria conseguimos ajudá-los e viabilizar a execução do projeto”, disse Paulo Henrique Griz, diretor de Planejamento Físico da Unioeste.

Durante a reunião, foi acordado que o projeto servirá como modelo para a implementação de novos Complexos Sociais em todo o Paraná. A primeira unidade deverá ser implementada em Foz do Iguaçu e terá aproximadamente 900 metros quadrados para o desenvolvimento das atividades.

O plano é que após a construção da primeira estrutura seja implementada uma nova unidade do complexo em Cascavel, a segunda da cidade. Além disso, mais sete cidades paranaenses estão nos planos do Depen para receberem novas unidades.