Toledo amarga desfalques diante do Operário

Toledo e Operário fazem um duelo com cara de ineditismo neste domingo, ás 17h, no Estádio 14 de Dezembro

Toledo – Equipes que desacostumaram a se enfrentar nos últimos anos, Toledo e Operário fazem um duelo com cara de ineditismo neste domingo, ás 17h, no Estádio 14 de Dezembro, pela semifinal da Taça Barcímio Sicupira, a 1ª do Paranaense 2019.

É que este será apenas o “terceiro” confronto entre as equipes nos últimos seis campeonatos. Em 2018 e 2017 o Fantasma disputou a Segunda Divisão e em 2015 foi o Porco quem disputou o acesso. Assim, a última vez que mediram forças foi no Estadual de 2016, quando o time de Ponta Grossa levou a melhor por 2 a 0, dentro de casa.

Já o último encontro em Toledo foi em 2014, com vitória toledana por 1 a 0 no chamado Torneio da Morte, quadrangular que definiu o rebaixamento do Porco – naquele ano foram três jogos entre TEC e OFEC.

Para o embate deste domingo, o técnico Agenor Piccinin amarga desfalques para armar o Toledo. O polivalente Fandinho (zagueiro/lateral-esquerdo) e o lateral-direito Everton estão suspensos, e o lateral-esquerdo Adriano ficará de fora pelo terceiro jogo seguido em recuperação de lesão.

Do outro lado, o técnico Gerson Gusmão tem como única dúvida a presença do lateral-esquerdo Allan Vieira, que deixou o jogo contra o Coritiba por contusão muscular. Já o meia Sandro, reforço que ainda aprimora a condição física, e o atacante Bruno Batata, em transição do departamento médico, devem ser opções.



Fale com a Redação

20 + 12 =