H) Billboard Internas (320X50)

POLÍTICA

Temer admite votar reforma em fevereiro do ano que vem

13 de dezembro de 2017 às 09:49
Publicidade

Brasília – O presidente Michel Temer afirmou ontem que o governo vai aguardar até a próxima semana para reunir os 308 votos necessários na Câmara dos Deputados para aprovar a Reforma da Previdência. Caso perceba que não chegou ao número, a data da votação será definida em fevereiro, segundo o presidente.

Temer conversou com jornalistas no Palácio do Itamaraty, após almoço com o presidente da Macedônia, Gjorge Ivanov. Mas ele segue suas tratativas com parlamentares para garantir os votos que faltam.

Temer lembrou que a discussão do projeto no plenário da Câmara terá início amanhã. A aprovação da reforma exige dois turnos na Câmara. "Se tiver os 308 votos, vai a voto agora. Caso contrário, se espera o retorno em fevereiro e marca-se data em fevereiro", disse Temer.

Segundo o presidente, o início da discussão vai ajudar a esclarecer os efeitos das mudanças previdenciárias. Ele voltou a destacar que trabalhadores rurais, idosos e pessoas com deficiência não serão impactados pela reforma.

“Acho que com a discussão nós vamos, na verdade, esclarecendo vários pontos. Vejo que há uma divulgação equivocada da Previdência Social”, afirmou.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

K) Rodapé Internas (728x90) Desktop