Cascavel – O FC Cascavel entrou em campo, ontem (13), para o jogo mais importante da história do clube até agora: a primeira final do Campeonato Paranaense. Pela frente, o Londrina, campeão estadual em 2014. No jogo de ida, no Estádio do Café, o empate em 1 a 1, levou a decisão para o Estádio Olímpico Regional, sem vantagem para nenhuma das equipes, a não ser o ‘fator casa’. Com melhor campanha no estadual, encerrada sem nenhuma derrota, a Serpente Aurinegra teve a força da torcida a seu favor.

Foram 3.861 torcedores no estádio que sentiram o calor da decisão pela primeira vez, depois de 41 anos do título histórico para a Capital do Oeste, que foi dividido o extinto Colorado. Porém, a jogo começou com as duas equipes brigando pela bola com muita cautela e sem criar muitas chances de gol. Nos acréscimos da primeira etapa, o FC Cascavel conseguiu abrir o placar com a cobrança de falta do zagueiro William, na entrada da área, que encontrou o ângulo do arqueiro do Londrina. O primeiro tempo terminou em 1 a 0, resultado que bastava para o FC Cascavel conquistar o título inédito.

Entretanto, no segundo tempo o Tubarão foi ao ataque e conseguiu o empate aos 25 minutos. O meia Victor Daniel aproveitou um rebote do goleiro Ricardo e empurrou a bola para o fundo das redes, igualando o marcador.

Pênaltis

Com o empate no tempo regulamentar, a decisão foi para os pênaltis. Pelo FC Cascavel, João Pedro, William e Robinho marcaram nas três primeiras cobranças. Pelo Londrina, Celsinho, Danilo e Jean também converteram as penalidades. Na quarta cobrança, o lateral Willian Simões desperdiçou o pênalti, enquanto Felipe fez para o Tubarão. Na quinta cobrança, o goleiro Ricardo fez o gol do Cascavel e ainda defendeu a batida de Salatiel. Rogério bateu o sexto pênalti e marcou para a serpente, e o goleiro Dalton converteu a cobrança para o Londrina.

Na sétima rodada de penalidades, Carlinhos desperdiçou pela serpente e o zagueiro Augusto foi o responsável por fazer o gol do título do Londrina. Este foi o quinto troféu de campeão estadual conquistado pelo Tubarão. Já a Serpente ficou com o vice-campeonato mantendo a invencibilidade no estadual.

(Paulo Eduardo/Redação)

 

Foto: Celso Dias