COTIDIANO

Secretaria de Saúde do Paraná fecha mais de 380 leitos de UTI exclusivos para Covid

02 de dezembro de 2021 às 15:48
O governador Carlos Massa Ratinho Junior visita nesta quarta-feira (14) o Hospital Regional São Sebastião, na Lapa. A Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza seis leitos de UTI no hospital. A unidade já conta com 40 leitos de enfermaria na estratégia de combate à Covid-19. 14/04/2021 - Foto: Geraldo Bubniak/AEN
Publicidade

De novembro para dezembro, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Paraná fechou mais 384 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivas para a Covid-19. O dado faz parte de um levantamento da RPC Curitiba.

O fechamento de leitos exclusivos ocorre gradativamente com o avanço da vacinação no estado. Contudo, esta foi a primeira vez que o fechamento de leitos passou dos 380 em um dia.

Com a mudança, o Paraná passou de 1.156 leitos em 30 de novembro para 772 na quarta-feira (1º).

Em 1º de julho deste ano, o Paraná chegou a ter 2.029 leitos de UTI exclusivos para atender pacientes com Covid-19. Foi o maior número de unidades disponíveis simultaneamente em 2021.

Taxa de ocupação

Há semanas a taxa de ocupação dos leitos apresenta queda. Nos últimos dez dias, segundo dados da secretaria, a ocupação esteve abaixo de 30%.

Após os fechamentos, nesta quinta-feira (2), 241 leitos estão ocupados. É o total mais baixo desde que os dados passaram a ser divulgados, em junho de 2020.

Confira como ficou a distribuição de leitos nas macrorregionais

  • Macro Leste: de 505 para 360
  • Macro Oeste: de 240 para 152
  • Macro Noroeste: de 182 para 106
  • Macro Norte: de 214 para 139

 

Até a última quarta-feira, o Paraná tinha 929 pessoas internadas com suspeita ou confirmação de Covid-19 em leitos públicos e particulares de UTI e enfermaria.

São 470 pessoas em UTIs públicas (exclusivas ou não), 56 em UTIs particulares, 331 em leitos de enfermaria públicos, e 72 em leitos de enfermaria particulares.

Curitiba

O avanço da vacinação também apresenta resultados positivos na capital do estado.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, na quarta-feira (1º), foi o primeiro dia sem registros de morte desde junho de 2020.

Em novembro, a cidade havia confirmado retroativamente as primeiras datas sem mortes de casos que estavam em investigação.

O último levantamento mostra que Curitiba atingiu a marca de 94% dos moradores com 12 anos ou mais com ao menos uma dose da vacina. 84,5% estavam com o ciclo de imunização completo,

(G1 Paraná)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE