Safra 2019/2020: Começa colheita da soja e do milho

Para que tudo transcorra dentro do esperado o clima precisa colaborar

Cascavel – A colheita da soja e do milho já começou na região oeste do Paraná. Até o momento, de acordo com o levantamento finalizado nessa quinta-feira (23) pelo núcleo regional da Seab (Secretaria Estadual de Abastecimento) de Cascavel, foi colhida 1% da área plantada de soja e de milho. “Tivemos 1% já colhido daquelas lavouras de soja que foram plantadas mais cedo. São lavouras mais isoladas… a colheita mais intensa deve começar por volta do dia 5 de fevereiro, já que temos 22% da área plantada já na fase de maturação; 77% ainda em fase de frutificação e 1% em floração”, explica o chefe regional do núcleo da Seab em Cascavel, Manoel Chaves.

A boa notícia é que a qualidade está dentro do esperado: 93% das lavouras de soja são consideradas de boa qualidade e 7% de média.

Já a produtividade dessas áreas já colhidas é considerada boa, mas a expectativa é de que as demais sejam bem melhores. “Nessas primeiras áreas tivemos produtividade média de 3.650 quilos por hectare, mas acreditamos que nas áreas que tiveram uma condição melhor de chuva a produtividade chegue a 3.800 kg/hectare”, ressalta Chaves.

Ele ressalta que a produção deve ser a prevista inicialmente pela Seab e que não houve quebra significativa por conta das condições climáticas, especialmente a falta de chuva registrada no início do plantio.

Nos 28 municípios que compreendem o Núcleo de Cascavel, a área de soja é de 532 mil hectares e a previsão para a colheita é de 1,9 milhão de toneladas de soja.

Milho

Foram cultivados 19 mil hectares de milho e a expectativa é de que sejam colhidas 209 mil toneladas de milho. Cerca de 1% foi colhida e a expectativa é de que o restante seja colhido depois da segunda semana de fevereiro. “O milho deve começar a ser colhido depois do dia 10 de fevereiro. Temos 20% em fase de maturação, 70% em frutificação e 9% de floração e 1% ainda em fase de desenvolvimento vegetativo. De modo geral, as lavouras estão boas; 98% da área total é considerada de boa qualidade e 2% de média”, afirma Chaves.

Clima precisa colaborar

Para que tudo transcorra dentro do esperado, desenvolvimento e maturação das plantas, o clima precisa colaborar: “É importante que o clima continue como está agora. Chuvas rápidas e sol… a umidade e o calor são tudo o que a planta precisa neste momento e, mesmo as lavouras que já começam a ser colhidas, não são prejudicadas com as chuvas rápidas e isoladas”, ressalta Chaves.

A previsão do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná) é de que pelo menos pelos próximos 15 dias o clima continue característico da estação, com chuvas rápidas e isoladas e sol forte.

 

 



Fale com a Redação

três × 5 =