Com o mês de dezembro chegando e a proximidade das festas de fim de ano, as atividades do Castramóvel da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Cascavel estão sendo finalizadas em 2021 com saldo positivo. De acordo com os números da secretaria, de janeiro a outubro foram cerca de 1.028 procedimentos realizados pela unidade móvel do Município. Além disso, nas clínicas conveniadas, foram mais de 2 mil castrações realizadas.

Desde o início do programa, ainda na primeira gestão do prefeito Leonaldo Paranhos, mais de 10 mil castrações já foram realizadas pelo Castramóvel e as clínicas credenciadas pelo Município. “O objetivo do município de Cascavel é realizar anualmente cerca de 6.500 castrações com as duas unidades de trabalho”, reforçou o gerente da Divisão de Vida Silvestre e Bem-Estar Animal, Rodrigo Neca Ribeiro.

Para tanto, além do atendimento da unidade móvel, em junho deste ano mais de R$ 1 milhão foram investidos para possibilitar procedimentos em cerca de 4.500 animais pelas clínicas credenciadas num período de 12 meses.

O Castramóvel é destinado ao atendimento de animais que pertentem a pessoas carentes cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único) ou inda quem acolheu um animal de rua. Para terce acesso ao atendimento, o cadastro pode ser feito nas unidades do Cras (Centro de Referência de Assistência Social). Importante destacar que para que o animal seja submetido à castração, necessariamente, tem que ter um responsável legal.

Contudo, nada impede que um cidadão se responsabilize por um animal de rua e faça o encaminhamento para cirurgia. Caso o animal passe por alguma intercorrência cirúrgica, será levado até uma das clínicas credenciadas do Município para atendimento.

 

CCI do Cascavel Velho

Neste ano, o Castramóvel passou pelos bairros Santa Cruz, Paulo Godoy, Riviera e Periolo. No mês de novembro, até o próximo dia 10 de dezembro, as castrações acontecem no CCI do Cascavel Velho, atendendo de terça a sexta-feira em horário comercial.

Todas as cirurgias são gratuitas. Informações e agendamentos pelo telefone (45) 3902-1490.

 

Samucão: urgência e emergência animal

Instalado ainda no final de 2020, o Samucão tem atendimento voltado para animais que sofrem atropelamentos ou maus tratos. “O Município oferece todos os cuidados para os animais e após a alta será necessário contar com lares temporários para garantir o pronto restabelecimento deste ‘paciente’ e depois ser encaminhado para adoção responsável”, esclareceu o médico veterinário Rodrigo Neca Ribeiro.

O Samucão pode ser acionado pelo telefone 3902-14-90. Uma equipe especializada em bem estar animal, faz a triagem do caso e encaminha para as equipes que se deslocam até o endereço e prestam o atendimento gratuitamente para os pets que precisam de ajuda.

O Samucão é composto por uma van e equipamentos de última geração que dão suporte à vida animal, como monitor, bombas de infusão e ventilador mecânico para garantir a vida dos animais até o encaminhamento para a clínica ou hospital veterinário. “Esta ambulância é equipada para atender todas as nossas necessidades”, disse o veterinário.

A equipe de atendimento do Samucão é formada por um motorista, médicos veterinários, e enfermeiro com graduação em medicina veterinária.

 

Cascavel conta com Banco de Ração

Além do atendimento do Castramóvel e Samucão, Cascavel também conta com o Banco de Ração, criado pela Lei 7.124/2020, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo prefeito Paranhos. O banco é gerenciado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente que tem a missão de armazenar, receber, destinar e controlar a saída destes alimentos que são destinados às ONGs e protetores cadastrados.

O veterinário Rodrigo Neca Ribeiro, afirma que Cascavel é referência com os trabalhos já colocados em prática para o bem-estar animal. “E tudo isso é feito com embasamento técnico da Sema e a gente está sempre buscando forma de melhorar o serviço para atingir o maior número de pessoas, porque muito embora a gente trabalhe com cães e gatos, trabalhamos com a saúde única, onde se envolve saúde animal, meio ambiente e saúde humana”, completou.

 

 

Colaboração: Jessica Milena

Fotos: Secom