POLÍTICA

Recorde: Pela primeira vez, Oeste terá mais de 1 milhão de eleitores frente as urnas

28 de julho de 2022 às 10:06
Publicidade

Cascavel – A Região Oeste do Paraná ultrapassou, pela primeira vez, a marca de 1 milhões de eleitores em uma eleição geral. Os 1.014.659 eleitores aptos deverão ir às urnas em 2 de outubro para o primeiro turno das eleições que vai definir presidente, governadores, senadores e deputados federais e estaduais.

Os dados são de um levantamento realizado pelo jornal O ParanḠnos 50 municípios da Região Oeste, com base nas estatísticas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) . Em comparação com as eleições presidenciais de 2018, houve crescimento de 6,84% do eleitorado da região, que, à época, era de 949.675 eleitores aptos a votar naquele pleito. O aumento foi de 64.984 eleitores.

Levando em conta as eleições passadas, e a quantidade de votos que um deputado federal ou estadual necessita para se eleger, dependendo da legenda, o novo número de eleitores pode garantir uma ou duas vagas a mais para a região na Câmara Federal ou para a Assembleia Legislativa do Paraná.

 

Maior Colégio Eleitoral

De acordo com os dados, Cascavel é o maior colégio eleitoral do Oeste. A cidade conta com 233.753 eleitores aptos a votar em outubro, 15.305 a mais do que os 218.448 que haviam em 2018, ou seja, 7.01% a mais em relação às duas eleições gerais.

A fronteiriça Foz do Iguaçu também registrou aumento entre os eleitorados de 2018 a 2022. Agora, 196.153 iguaçuenses poderão comparecer às urnas, 17.883 a mais que o eleitorado de 2018, um aumento de 10,03%.

Outra cidade que registrou aumento no eleitorado foi Toledo. Em 2018 96.136 moradores da cidade estavam aptos a votar naquela eleição, agora, são 104.164 eleitores, 8.029 pessoas a mais.

 

Maior Variação Percentual

Em que pese Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo terem os números mais expressivos de aumento de eleitorado, Guaíra e Diamante do Sul registraram a maior variação percentual por habitante. Em 2018 Guaíra contava com 20.863 eleitores, para esse pleito serão 23.543, ou seja, 2.680 eleitores a mais, uma variação de 12.85%, a maior entre os municípios da região. Já Diamante do Sul ganhou 360 eleitores nesses quatro anos, saltando de 2.883 para 3.243, um aumento de 12.49%.

Outros municípios destacados pelo número de eleitores são Marechal Cândido Rondon, que conta com 41.355 eleitores aptos a votos em outubro e Medianeira, com 38.663 eleitores.

 

Queda Eleitorado

Em que pese o aumento do eleitorado geral da região oeste, alguns municípios acabaram perdendo eleitores entre o pleito de 2018 e 2022.

Os municípios que registraram queda no número de eleitores foram: Braganey, Diamente do Oeste, Iguatu e Vera Cruz do Oeste.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE