O que pode mudar a vida de uma ou de um grupo de pessoas? Bom, muitas coisas. Mas, com certeza o esporte é uma dessas atividades. Em Toledo vários cadeirantes e pessoas com inúmeros tipos de deficiências estão tendo a oportunidade de mudar as suas histórias e de se sentirem importantes com a prática da Bocha Paralímpica.

A equipe de Bocha Paralímpica de Toledo é composta pela técnica e coordenadora, Fábia Freire da Silva, pela auxiliar técnica e operadora de rampa, Gracielle do Amaral Pereira, e Staff, Isadora Bresolin, além dos atletas Ronaldo Scariot, Edenilson Souza, Renan Santos, Maurício Rangel de Oliveira Couto e Mylena Adriele de Paulo Quadros.

A técnica e coordenadora, Fábia Freire da Silva, contou que o projeto surgiu em 2013 com intuito de oportunizar a prática esportiva para pessoas com deficiência de maior gravidade. “O projeto surgiu em 2013 por meio de um trabalho de extensão. A partir daí nós introduzimos a modalidade de bocha paralímpica com o intuito de trazer pessoas com deficiência com maior gravidade. Então aqui, nós temos pessoas com paralisia cerebral, paraplégicas, tetraplégicas, aqueles com maior comprometimento”, esclareceu.

Ronaldo Scariot tem 47 anos, é atleta há nove anos e também contribui para o desenvolvimento do projeto. Ele revelou que um dos maiores sonhos é conseguir uma sede própria para a realização dos treinamentos. “Nós recebemos todo o suporte necessário aqui na Paróquia e temos um lugar seguro para guardar os nossos equipamentos. Mesmo assim, sonhamos com uma sede própria para realizar os treinamentos com toda a qualidade, segurança e de forma adaptada para todos os atletas”, afirmou.

Atualmente a equipe de Bocha Paralímpica de Toledo realiza os seus treinamentos no salão da Paróquia São Cristóvão, na Vila Industrial.

 

COMPETIÇÕES

No último final de semana a equipe de Bocha Paralímpica de Toledo esteve em Curitiba para a disputa das seletivas do Campeonato Brasileiro da modalidade. O time local fez bonito na competição e Ronaldo Scariot foi campeão em sua categoria, assegurando assim um lugar no Campeonato Brasileiro, competição que ocorre já no próximo final de semana em Santa Catarina.

A equipe toledana ainda terá mais uma competição importante a partir do dia 29 de outubro, quando os atletas irão participar dos Jogos Paradesportivos do Paraná (PARAJAPS) que irão ocorrer na cidade de Londrina.

 

FOTO: Kelvin Polasso

 

 

Municipal de Suíço começa hoje em Marechal Rondon

 

Está tudo pronto para o início de mais uma competição esportiva em Marechal Cândido Rondon. Nesta quarta-feira (20), terá início o 3º Campeonato Municipal de Futebol Suíço, realizado na AABB.

Jogadores das equipes AABB/Rondogaz e AABB/Agrobickel têm duelo marcado para as 19 horas. Na sequência, às 20 horas, será a vez do jogo entre os times Clube Lira e Santo Amaro.

Na segunda-feira (25) ocorrerá a 1ª rodada na categoria Veterano com três partidas na AACC (Associação Atlética Cultural Copagril).

O Municipal de Futebol Suíço, promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, será disputado por dez equipes. Quatro estão inscritas na categoria Máster, enquanto seis integram a categoria Veterano.

A expectativa é de que a competição seja encerrada no mês de dezembro. Haverá premiação do 1º ao 3º lugar por categoria, bem como ao artilheiro e ao goleiro menos vazado.