Cascavel – Reunidos na manhã dessa terça-feira (30), em Cascavel, prefeitos da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) discutiram o cenário pós-eleitoral e refletiram sobre a representatividade política da região oeste nas esferas estadual e federal, tanto no Executivo, quanto no Legislativo, a partir do ano que vem. A reunião foi comandada pelo prefeito de Maripá e presidente da Amop, Anderson Bento Maria.

A região perdeu significativamente representatividade nos Legislativo federal e estadual. Na Câmara dos Deputados, por exemplo, eram cinco parlamentares e foram eleitos quatro. Na Assembleia, de 11 deputados a partir de janeiro serão cinco.

Anderson lembrou que o oeste é responsável pela geração de um quarto daquilo que o agronegócio estadual produz e compõe um expressivo contingente populacional que se aproxima de 1,5 milhão de pessoas, duas evidências das mais consistentes e representativas, segundo o presidente da Amop.

Patrulha

De acordo com Anderson, a Amop vai gerir um consórcio formado por 21 municípios na gestão de uma patrulha mecanizada e usina móvel para a execução de asfalto, convênio firmado com Itaipu Binacional. Diante desse contexto e somente na licitação para compra das máquinas, a entidade municipalista oestina economizou mais de R$ 370 mil.

Os prefeitos discutiram a minuta para a criação dos conselhos municipais de Sanidade Agropecuária e participação do presidente da Amop como vice-presidente do Conselho Regional, diminuição de áreas territoriais, missão internacional, ações de redução de despesas de fim de ano e outros assuntos.