Rio de Janeiro – A cidade de Lima, no Peru, recebe a partir desta sexta-feira (23) a 6ª edição dos Jogos Parapan-Americanos – as disputas do tênis de mesa começaram ontem. Nas cinco edições anteriores do evento, o Brasil teve uma excelente participação, ocupando sempre a segunda ou a primeira posição da classificação geral. Em 2019, a meta do CPB (Comitê Paraolímpico Brasileiro) é o primeiro lugar.

Nas últimas três edições do evento o Brasil garantiu a liderança no quadro geral de medalhas. No Rio de Janeiro, em 2007, foram 228 medalhas (83 ouros, 68 pratas e 77 bronzes). Em Guadalajara, em 2011, o Brasil alcançou 197 medalhas (81 ouros, 61 pratas e 55 bronzes) e em Toronto, em 2015, a delegação brasileira fez sua melhor campanha, com 257 medalhas (109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze).

Em Lima, o Brasil conta com sua maior delegação da história dos Jogos, com 513 pessoas representando o País em todas as 17 modalidades – serão 337 atletas. A meta é buscar vagas para os Jogos Paraolímpicos Tóquio 2020 e também preparar os paratletas brasileiros para competição do ano que vem no Japão.