O prefeito Leonaldo Paranhos e a secretária de Educação, Marcia Baldini, assinaram na manhã desta terça-feira (19), a ordem de serviço para as obras do CMEI Erna Margarida Maia, que será construído no Bairro Universitário em Cascavel e terá investimentos de R$ 3,8 milhões.

A obra é totalmente sustentável, terá capacidade para 180 crianças em tempo integral e o prazo para a construção é de 12 meses. O prefeito Paranhos destaca que era uma demanda antiga da comunidade que está sendo atendida.

“Sempre é hora de investir na educação e, nesse momento, que estamos vivendo essa pandemia, nós teremos, com certeza, muitas crianças que irão migrar do ensino privado para o público e precisamos recebê-la”, afirma o prefeito.

A secretária Marcia Baldini explica que a nova unidade será totalmente sustentável, com captação de energia solar, ajardinamento, horta e toda a estrutura necessária que irá proporcionar o acesso à educação infantil de qualidade.

“É sempre muito emocionante quando vemos um centro municipal de educação infantil sendo licitado ou  uma ordem de serviço para ser reformado porque são nesses locais que estarão a esperança de muitos pais, de muitas mães e muitas crianças de ter acesso à educação infantil de qualidade”, destaca a secretária.

Morador da região, o vereador Romulo Quintino destacou o trabalho e dedicação do Município em expandir o número de vagas na educação infantil e lembrou que só na região do Universitário, com a execução da obra, serão cerca de 320 vagas.“São números que representam a evolução e concretização de um sonho, uma necessidade tão antiga”, destacou.

Edna Maria Maia Silva, filha da professora Erna, estava emocionada coma homenagem. “Para nós da família é uma emoção, é gratificante. A minha mãe sempre deixou para nós um legado que a educação é a base de tudo. Minha mãe era uma pessoa simples, humilde, mas uma pessoa lutadora pela educação”,contou.

 

Merenda

No mesmo ato foi liberada a compra de itens da merenda escolar no valor de R$ 9 milhões. O prefeito Paranhos destaca que no segundo semestre a retomada às aulas será mais intensa e o ambiente precisa estar preparado para receber os alunos.