POLÍTICA

Paraná terá nove candidatos na disputa pela principal cadeira do Palácio Iguaçu

02 de agosto de 2022 às 09:58
Curitiba-05-10-2020 - Centro Civico - Prédio do Palacio Iguaçu - Palacio do Governo - Foto : Jonathan Campos / AEN
Publicidade

Curitiba – O prazo para que os partidos políticos e as federações definam as candidaturas que irão concorrer ao pleito de outubro termina no dia 5 de agosto. Nesse segundo fim de semana das convenções partidárias foram confirmados novos nomes na disputa pela chave do Palácio Iguaçu. Somados as candidaturas que já estavam definidas, agora são nove pré-candidatos concorrendo ao cargo de governador do Paraná.

Ainda na sexta-feira (29), o PCB (Partido Comunista Brasileiro) lançou a socióloga Vivi Motta como candidata do ao governo do estado. Ela terá como vice, Diego Valdez.

O atual governador do Paraná, Ratinho Junior, foi confirmado como candidato à reeleição pelo PSD no sábado (30), durante a convenção partidária que reuniu cerca de 5 mil pessoas, em Pinhais. O partido de Ratinho Junior ainda lançou 55 nomes para concorrer a deputado estadual e 31 para deputado federal. O vice-governador do Paraná, Darci Piana, também foi confirmado novamente para o cargo.

Com a presença do pré-candidato a presidente Ciro Gomes, o PDT realizou a convenção estadual e confirmou o lançamento da candidatura do advogado e ex-deputado federal Ricardo Gomyde, a governador, e da professora Desiree Salgado ao Senado.

Ainda no sábado, o Partido da Mobilização Nacional (PMN) confirmou o nome da maringaense Solange Ferreira Bueno como candidata ao governo do Paraná. A federação formada pelo PSOL e pela Rede lançou a candidatura da professora da rede estadual Angela Machado ao governo do Paraná e confirmou Sergio Nakatani (Rede) como o candidato a vice.

Outro professor que teve o nome confirmado como candidato ao governo do Paraná foi Ivan Ramos Bernardo, escolhido pelo PSTU durante a convenção partidária no sábado.

No domingo (31), foi à vez do PCO confirmar Adriano Teixeira na disputa ao governo. O partido informou que ainda não definiu o nome do candidato a vice-governador.

Agora, Ratinho Junior, Ricardo Gomyde, Solange Bueno, Adriano Teixeira, Angela Machado, Ivan Bernardo e Vivi Motta se somaram a Roberto Requião (PT) e Joni Correia (DC), que já haviam sido confirmados pelos seus partidos ainda na semana passada, na corrida pelo Palácio Iguaçu.

Outras convenções serão realizadas no decorrer dessa semana, contudo, o cenário não deverá ter muitas alterações. O União Brasil realizará nesta terça-feira (2), o PL na quarta-feira (3), o AGIR fará a convenção na quinta-feira (4) e o Podemos que realiza sua convenção na sexta-feira (5).

 

Podemos indefinido

As convenções do último sábado definiram candidatos e alianças de vários partidos. Algumas siglas ainda não realizaram convenções, como o União Brasil, PL e o Podemos. Entretanto, os dois primeiros já têm destino traçado, ambos irão apoiar a reeleição do governador Ratinho Junior e lançar candidatos ao Senado, Sergio Moro pelo União Brasil e Paulo Martins pelo PL.

A dúvida no cenário da política paranaense é no Podemos de Alvaro Dias. O senador Alvaro Dias chegou a cogitar entrar no páreo para a disputa do Palácio Iguaçu após não receber o apoio de Ratinho Junior na disputa pelo Senado. Ainda, nos bastidores, fala-se em lançar o senador Flávio Arns para a disputa do Palácio Iguaçu. Outra possibilidade do Podemos seria uma aliança com o PT de Roberto Requião.

Durante a convenção nacional do Podemos, realizada no domingo (31), em São Paulo, a sigla convidou Alvaro Dias para ser o candidato do partido a presidente da República. O parlamentar paranaense respondeu que vai decidir até sexta-feira (5), quando termina o prazo para definição de candidaturas.

Segundo uma nota divulgada pelo partido, diversos líderes do Podemos fizeram discursos para reforçar o convite a Dias. O convite a Dias é uma tentativa de última hora para o partido encabeçar uma chapa na disputa para o Planalto.

 

Confira o Calendário Eleitoral

 

Com as eleições de 2022 se aproximando, candidatos e partidos devem observar o calendário eleitoral. Confira as principais datas do pleito de 2022:

  • 5 de agosto – último dia para realizar convenções pelos partidos políticos e federações para decidir sobre a escolha de candidatos.

 

  • 15 de agosto – último dia para partidos políticos e federações requererem registro de candidatos.

 

  • 16 de agosto – início da propaganda eleitoral.

 

  • 26 de agosto – início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

 

  • 15 de setembro – TSE divulgará a prestação de contas parcial da campanha de candidatos, partidos e doadores.

 

  • 17 de setembro – a partir desta data, nenhum candidato poderá ser detido ou preso, salvo em flagrante delito.

 

  • 27 de setembro – a partir desta data, nenhum eleitor poderá ser preso, salvo em flagrante delito ou condenação por crime inafiançável.

 

  • 29 de setembro – último dia para realização de comícios, debate no rádio e na televisão e da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

 

  • 1º de outubro – fim da propaganda eleitoral.

 

  • 2 de outubro – Dia das eleições.

 

  • 30 de outubro – Dia das eleições de segundo turno.

 

  • 19 de dezembro – último dia para a diplomação dos eleitos.
Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE