Tóquio – A terça-feira em Tóquio foi de muita celebração para os atletas brasileiros. A centésima medalha de ouro paraolímpica do País foi conquistada pelo sul-mato-grossense Yeltsin Jacques e seu guia Carlos Alberto na prova dos 1500m do atletismo para deficientes visuais.

Pouco depois, foi a vez de a pernambucana Carol Santiago vencer a prova dos 100m livres da natação para cegos e igualar o número de medalhas de ouro conquistadas pelo Brasil nos jogos da Rio 2016. Agora, o objetivo é, ao menos, igualar o recorde que foi estabelecido nos jogos em Londres (21 medalhas douradas).

Além das duas medalhas douradas de Carol, o Brasil subiu ao lugar mais alto do pódio no Japão com: Beth Gomes (lançamento de disco classe F52), Claudiney Batista (lançamento de disco na classe F56), Alana Maldonado (judô na categoria até 70kg), Mariana D’Andrea (halterofilismo na categoria até 73kg), Gabriel Bandeira (100m borboleta na classe S14), Gabriel Geraldo (200m livre na classe S2), Wendell Belarmino (50m na classe S11), Silvânia Costa (salto em distância na classe T11), Petrucio Ferreira (100m rasos na classe T47), Yeltsin Jacques (1.500m e 5.000m da classe T11) e Wallace dos Santos (arremesso de peso pela classe F55).

FOTO:  CPB