Recebo muitos questionamentos sobre como se comportar ou o que dizer durante o processo de imigração para os Estados Unidos e também vejo muitas pessoas compartilhando algumas dicas. Cuidado, porque isso é algo que não tem como padronizar, porque um caso é diferente do outro e não existe “jeitinho” para retirar seu visto. O único meio é falar suas reais intenções ao entrar no país.

Se você está com um processo para abrir uma empresa, por exemplo, isso deve ser explicado no momento de passar pela imigração. Eu sempre auxilio meus clientes a dizerem que “gostariam” – em vez de dizerem que “irão entrar”, denotando uma certeza que não se tem – de entrar no país com o visto B1 para futuramente conseguir um visto E2.

É importante dizer a quantia de dinheiro que se tem, onde irá ficar e por quanto tempo. Eles mantêm as fichas de imigração em seus arquivos e quando qualquer mudança ocorre, tudo é checado novamente.

Há alguns anos era costume vir para os Estados Unidos com visto de turismo para depois mudar o status, ou seja, a pessoa ficava aqui o tempo máximo permitido para turistas enquanto arrumava trabalho, moradia e afins, e depois retirava um visto como morador. Como isso ficou muito frequente, agora está bem difícil permanecer legalmente através desse caminho. E eu acredito que tais mudanças ocorreram por se pensar na própria segurança do país.

Muitas dessas orientações de como se portar ou burlar a imigração vai um pouco ao encontro com o real propósito da sua mudança, afinal, se você quer sair do Brasil por estar cansado do "jeitinho brasileiro", como vai chegar a outro país reproduzindo um comportamento que alega não querer mais?

Lembre-se de que qualquer coisa dita fica registrada, seja na imigração ou na entrevista para tirar o visto. Portanto, qualquer divergência entre as informações passadas durante esses momentos irá caracterizar problemas sérios que podem te atrapalhar. Se você não falar a verdade, a chance de ter um enorme transtorno é muito grande.

Tendo em vista que é uma questão de segurança nacional, os oficiais da imigração irão pressionar mesmo, por isso não minta. Fale sempre a verdade, aproveite este momento para falar honestamente sobre o que fará nos Estados Unidos. Afinal, quando você entra na casa de alguém, tem que limpar o pé, pedir licença e seguir as regras.

Daniel Toledo é advogado especializado em direito internacional, consultor de negócios e sócio fundador da Loyalty Miami

Tendo em vista que é uma questão de segurança nacional, os oficiais da imigração irão pressionar mesmo, por isso não minta