Obra de novo píer deve iniciar este mês

Píer foi retirado pela prefeitura sem aviso prévio

Desde fevereiro atletas da Associação Fiel de Canoagem de Cascavel têm tido dificuldades para treinar no Lago Municipal. É que o píer foi retirado sem aviso prévio, mas há atletas com algumas limitações físicas, e fica difícil acessar os caiaques sem ele. O drama dos jovens foi relatado pelo HojeNews na última sexta-feira (5). O medalhista Alex Pessoa tem uma lesão na coluna e precisa se arrastar na terra para entrar no caiaque.

Outros atletas que também têm alguma restrição estão deixando de treinar devido à dificuldade criada no local que já virou a casa da canoagem.

O coordenador da Associação, Adi Reis, conhecido como Deco, disse que o píer foi retirado pela prefeitura sem aviso prévio e que já cansaram de cobrar a obra.

A reportagem contatou a prefeitura ainda na semana passada, e ontem chegou a resposta.

A Fmec (Fundação Municipal de Esporte e Cultura) informou que, em parceria com a Itaipu Binacional e o CRC (Clube Regatas de Cascavel), tem um projeto de aproximadamente R$ 700 mil que visa construir uma estrutura para ser utilizada em conjunto pelas equipes de canoagem de Cascavel.

O Projeto Canoagem no Lago irá contemplar um píer flutuante – que poderá ser usado por até 12 atletas ao mesmo tempo -, raias oficiais de canoagem e torre de controle.

De acordo com o presidente da Fmec, Léo Mion, as obras já deveriam ter começado, mas o atraso se deu por conta da transição do governo federal. “A previsão que foi nos dada na sexta passada (5), quando cobramos pela última vez, era de que iniciariam [a obra] agora, em abril”.

 

 

 



Fale com a Redação

catorze + oito =