Foz do Iguaçu – O Parque das Aves, localizado em Foz do Iguaçu, tem agora um novo horário de atendimento aos visitantes, das 9h às 16h, de terça a domingo.

“Agora que estamos no período de baixa temporada, vamos aproveitar para fechar uma hora mais cedo para nossos visitantes, otimizando as equipes e nossos esforços no trabalho de resgate, abrigo e conservação de aves da Mata Atlântica”, comenta Jurema Fernandes, diretora administrativa do atrativo.

Destaques do Parque – O Viveiro Cecropia, o maior viveiro de aves do Brasil, que completou um ano em abril, vem sendo o destaque da trilha de quase dois quilômetros do Parque das Aves. “A vegetação mudou bastante desde que o Viveiro Cecropia recebeu os quase 300 periquitos de resgate e o visitante hoje encontra lá uma riqueza ímpar de aves e plantas. Além disso, a interação de alimentação de periquitos continua um sucesso”, reforça Jurema.

Além do Viveiro Cecropia, outra atração imperdível é a alimentação de araras e papagaios no Viveiro Cecropia, realizada às 10h, 14h e 16h por educadores ambientais. “Acompanhar essa atividade de perto é um momento único, e nossos visitantes aproveitam para observar detalhes dessas aves magníficas e que normalmente não fazem parte do dia a dia das pessoas”, fala Jurema.

A visita – Para facilitar a entrada no Parque, o atrativo recomenda que o visitante adquira seu ingresso pelo site https://ingressos.parquedasaves.com.br/. Lá ele escolhe a data e hora do passeio, mas pode ficar o tempo que quiser dentro do Parque. O atrativo vai funcionar de terça a domingo, das 9h às 16h.

Para entrar no Parque das Aves não há restrição de idade, mas a partir de 5 anos de idade o uso de máscaras é obrigatório durante todo o passeio, inclusive para tirar fotos. A trilha foi toda adaptada para garantir o distanciamento físico entre grupos diferentes, e as portas dos viveiros abrem na direção da caminhada, evitando que o visitante tenha que tocar nas estruturas durante o trajeto. Álcool em gel é disponibilizado durante todo o trajeto.

Moradores de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros ao Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as Cataratas, pagam R$ 10 por pessoa mediante apresentação de comprovante de residência em próprio nome.